Apresentação: novo Mercedes-Benz Classe C

By on 24 Outubro, 2018

Mercedes-Benz Classe C

Retocado

A Mercedes-Benz atualizou o seu Classe C. Uma melhoria estética, tecnológica e mecânica quatro anos após o lançamento da atual geração. As novidades em seguida

Texto: André Duarte ([email protected])

O Classe C é uma proposta com grande história para a marca alemã, que desde 1982 vendeu 9,5 milhões de unidades das versões Limousine e Station e só no último ano comercializou 415.000 veículos das respetivas carroçarias, assumindo-se como o seu modelo mais vendido a nível mundial. Em Portugal a família C representa 30 a 40% das vendas. Foi neste contexto que a marca retocou a linhagem para garantir a prosperidade do seu futuro. Fomos conhecê-lo na apresentação nacional à imprensa.

Exterior/Interior

O facelift ao novo Mercedes-Benz Classe C é um trabalho mais profundo que aquele que pode aparentar à primeira vista. A prová-lo estão os cerca de 50% de novos componentes. O novo Classe C está disponível em quatro carroçarias (Limousine, Station, Coupé e Cabrio) e três linhas de design exterior (série, Avantgard e AMG)

No global, exterior e interiormente a base estética é a todos transversal. Linhas fluidas e elegantes que criam harmonia visual. Destacam-se os redesenhados pára-choques dianteiro e traseiro; os faróis LED high performance; e os novos faróis Multibeam LED com tecnologia Ultra Range em opcional. As ponteiras de escape passam a ser triangulares em todas as versões e circulares nas AMG. Há também duas novas cores de carroçaria para as versões Limousine e Station: prata Mojave metalizado e verde esmeralda metalizado.

O interior, marcado pelas novas cores cinza/preto Magma (castanho sela nos AMG) e com uma aura premium, apresenta boa qualidade de construção e materiais, como se exige num modelo destes, e pormenores cromados que dão um toque elegante. O tablier mantém-se avançado e o design de estilo apurado e minimalista, em que transparece a sensação de reduzida existência de botões que contribui para a sensação de espaço e bem estar interiores. O maior destaque vai para os novos volantes com uma renovada configuração de botões, dois dos quais táteis. Estes permitem aceder de uma forma mais simples, rápida e prática ao painel de instrumentos, que em opção pode ser totalmente digital, com 12,3” e três níveis de personalização (Classic, Sport e Progressive), e ao ecrã central de 7” ou 10.25” em opção. O ecrã central, que incorpora o sistema de informação e entretenimento, pode ser acedido diretamente de forma tátil, uma novidade, mas também através de um comando rotativo, dos referidos botões táteis no volante e de controlo por voz.

Novos motores e caixa

Na gama C há dois novos motores, um diesel e outro gasolina. No primeiro caso falamos de um bloco de 4 cilindros que veio substituir o existente 2.2l. O novo motor, 17% mais leve que o anterior, conta com sistema de injeção direta, cárter em alumínio, pistões de aço e respeita a norma Euro 6d-TEMP. Uma motorização estreada no Classe E e que futuramente irá também estar disponível no Classe A. As propostas variam entre os 122 e 245 cv. O 220d (194 cv) e o 300d (245 cv) são os únicos que, além de tração traseira, também estão disponíveis com tração integral.

A gasolina a novidade está na proposta 4 cilindros 1.5l. Este bloco integra um sistema elétrico de 48V e um motor de arranque/alternador de acionamento por correia (sistema EQ Boost – ajuda o motor de combustão com mais 14 cv momentaneamente). Sistemas que auxiliam o motor no arranque e demais componentes elétricos do veículo e ajudam a reduzir as emissões. A oferta a gasolina baliza-se entre os 130 e 333 cv. Este último nível de potência representa o topo e está disponível no 400, o único exclusivamente com tração integral e motor V6.

O Classe C equipa de série uma caixa manual de 6 velocidades e em opcional deixa cair a caixa automática de 7 velocidades e passa a adotar uma caixa automática de 9 relações para todos os seus modelos. Esta surge de série nas versões 200 a gasolina e 220 diesel.

Versões AMG

As quatro carroçarias têm disponíveis versões AMG. Entre as principais características técnicas, que variam mediante as versões, destacam-se: jantes otimizadas; ponteiras de escape circulares, novos volantes e bancos AMG Performance, caixa AMG SPEEDSHIFT MCT 9G e suspensão AMG Ride Control.

A versão mais potente é o AMG C 63S que equipa um motor V8 biturbo de 4.0 litros com 510 cv e tração traseira. Com o mesmo motor e características, a versão AMG C 63 apresenta 476 cv. Já o AMG C 43 tem um motor de 3.0 litros V6 biturbo com 390 cv (+23 cv). Ao contrário dos outros dois, equipa o sistema de tração integral AMG Performance 4MATIC, com repartição da tração em 31%/69% (eixos dianteiro/traseiro).

Equipamento 

O Classe C incorpora tecnologia que permite condução semiautónoma. Destaque para um completo sistema de câmaras e radar conjugado com as funcionalidades de mapas e navegação. O sistema monitoriza o trânsito até 500m à frente do veículo (dos quais 90m em 3D); 250m na zona circundante; 40m das laterais; e 80m da secção traseira.

Nota também para o sistema Distronic com assistente de direção ativo. O sistema deteta e adequa a velocidade e direção do veículo em situações como de curva ou cruzamentos, por exemplo. O assistente à travagem de emergência faz parte do equipamento de série, assim como a função Keyless-Go e o sistema star/stop. A chave do veículo foi redesenhada e apresenta três opções: preto com guarnição em cromado brilhante, branco com guarnição em cromado ou branco brilhante com guarnição em cromado mate.

Para aumentar o bem estar a bordo, há ainda em opcional a função Energizer, com um máximo de seis programas à escolha e duração de 10 minutos. Uma vez selecionada regula climatização, bancos, iluminação, sistema de áudio (analisando e escolhendo uma música considerada adequada para o efeito). Os programas podem ser acompanhados no ecrã central e têm o objetivo de fazer-nos relaxar e desfrutar. Em termos de som, de série o Classe C integra o sistema multimédia Audio 20 (duas entradas USB, um leitor de cartões SD, uma ligação Bluetooth e um Media Interface). Entre os opcionais destaque também para a suspensão Dynamic Body Control (Sport, Sport+, Comfort); sistema de direção desportiva Direct-Steer ou suspensão Air Body Control.

Mercedes Me

Nota ainda para a aplicação Mercedes Me. Se baterem no carro ou o tentarem roubar quando este se encontra estacionado, o condutor recebe uma notificação através da aplicação no telemóvel que o informa de quando se deu o sucedido e em que parte do veículo. A Mercedes Me informa também o condutor sobre o estado do automóvel e de como este deve proceder.

Preços

Os preços de entrada em cada carroçaria são: Classe C 160 Limousine (130 cv) 41.350€; Classe C 160 Station (130 cv) 42.850€; C 180 Coupé (156 cv) 46.250€;C 180 Cabrio (156 cv) 55.200€. As versões de topo são as propostas AMG, o C 63 e o C 63 S, com 476 e 510 cv, respetivamente, com preços a partir dos 110.900€ e 120.00€, versão limousine.

 

 

 

 

 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment