Aston Martin DB4 GT Zagato: o renascimento de um ícone

By on 11 Abril, 2019

É um projeto simples: quem comprar o novo DBS GT Zagato, que ainda não está a ser produzido, pode comprar este ícone renascido no departamento Aston Martin Works Heritage, o DB4 GT Zagato. O contrário já não é possível.

A Aston Martin propôs este desafio aos endinheirados adeptos do automóvel: comprar um carro moderno e poderoso e ficar na coleção com um ícone do passado, um carro do qual só foram produzidas 19 unidades, sendo hoje um carro cobiçado e de preço proibitivo. Claro que o preço final não será meigo, mas 19 clientes da Astn Martin poderão ser os proprietários de um automóvel dos anos 60 do século passado, produzido meticulosamente e com alguns processos dessa era, em pleno século XXI. E com a vantagem de ser um clássico… novo em folha!

Como diz a Aston Martin – e enquadrou nas fotos – o DB4 GT Zagato foi construído pelos mais competentes artesãos e utilizando as ferramentas de antanho como a roda inglesa, o bom e fiel martelo e a tesoura de cortar chapa. 

Se 19 modelos do DB4 GT Zagato vão ser feitos, também serão apenas 19 os Aston Martin DBS GT Zagato a ser produzidos, o que aumenta muito o seu valor que, para quem quiser comprar já, custam os dois, antes de impostos perto de 7 milhões de euros. Não é barato, porém sabe-se que já não restam muitos.

O DB4 GT Zagato original era um carro de corridas equipado com um seis cilindros com mais de 380 CV e tração traseira, com uma caixa de quatro velocidades manual. O DBS GT Zagato do século XXI, está baseado no BDS Superleggera e conta com o mesmo motor V12 de 5.2 litros sobrealimentado, a debitar 720 CV.

Se comporar os dois, o DBS GT Zagato pode andar na estrada, o DB4 GT Zagato nem por isso, pois o carro manter-se-á fiel ao projeto com 58 anos de idade e por isso não será legal usá-lo na estrada, apenas nas pistas.

O DB4 GT Zagato receberá algumas alterações, mínimas, para o aproximar do futuro, no que toca á performance e à segurança, bem como em termos de engenharia. O carro clássico estará pronto para ser entregue aos clientes no final deste ano, o DBS GT Zagato só no final de 2020. Portanto, quem gastar perto de 7 milhões de euros nos dois carros, recebe primeiro o clássico e um ano depois o moderno.

Este não é a primeira ressurreição de modelos históricos da Aston Martin. O DB4 GT também foi trazido de volta à vida numa série de 25 unidades todas vendidas por mais de 1.7 milhões de euros, cada, e recentemente, a casa de Gadon anunciou que vai fazer 25 unidades do DB5 com as mesmas especificações do carro usado no filme Goldfinger (o Homem da Pistola Dourada, em Português) pelo espião mais famoso do mundo… Bond, James Bond. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment