Aston Martin tropeça na bolsa, acionista pode salvá-la

By on 1 Julho, 2019

A Aston Marton entrou em bolsa em outubro de 2018, mas a euforia de Andy Palmner com essa meta alcançada esfumou-se em poucas horas, pois o preço das ações não tem parado de cair e em nove meses já perderam 47% do seu valor.

Não estão a ser tempos fáceis para a Aston Martin, desesperadamente à procura de recursos para fazer investimentos em fábricas e na gama de produtos. Estas duas áreas têm sido acusadas pelos investidores da quebra do valor da empresa. 

Para ajudar a salvar o mau momento da Aston Martin, o seu maior acionista está a equacionar comprar mais 3% de capital ficando, assim, com uma fatia de 34% do capital da empresa que já desvalorizou quase 50% em nove meses.

O investidor é o “Strategic European Investment Group”, uma empresa que faz parte de um grupo privado italiano de investimento de risco, o Investindustrial, que já detém 31% da marca britânica. A ideia é comprar, apenas, 3%, do capital oferecendo 10 libras por cada ação, o preço em bolsa no fecho da praça de Londres na passada 6ª feira. A decisão será tomada até ao final do mês de julho e os outros acionistas terão a oportunidade de vender perdendo 47% do valor pago há nove meses, ou recusar a oferta de compra e manter a estrutura acionista da Aston Martin como está.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment