Audi vai cortar 9500 empregos na Alemanha

By on 27 Novembro, 2019

A casa de Ingolstadt tem planos para cortar cerca de 15% dos seus postos de trabalho, conseguindo poupar 6 mil milhões de euros.

Começam a surgir os primeiros efeitos colaterais da mobilidade elétrica e no país onde se esperava, a Alemanha. A Audi anunciou que vai implementar um plano de reestruturação que irá ajudar a mitigar os efeitos da estupidamente cara transição para os veículos elétricos. Quem vai pagar a fatura? Para já serão os trabalhadores alemães, pois a Audi anunciou que até 2025 vão ser despedidos 9500 pessoas, sendo contratadas 2 mil para as áreas de digitalização e mobilidade elétrica.

No comunicado que anuncia estes cortes, a Audi refere que “a companhia tem de emagrecer e estar pronta para o futuro, o que quer dizer que o perfil de alguns dos postos de trabalho deixou de ser necessário, sendo que outros serão criados.” 

A massiva redução será feita através de reformas, indemnizações e pré-reformas, segundo um acordo já estabelecido com os sindicatos. Os restantes 50 mil trabalhadores da Audi na Alemanha terão o seu posto de trabalho assegurado… até 2029. A casa alemã irá reduzir a dimensão das suas fábricas em Ingolstadt e em Neckarsulm, para 450 e 225 mil unidades, respetivamente, sendo que modelos elétricos serão adicionados para manter o nível de produção rentável daquelas unidades de produção.

Apesar de tudo, o patrão da Audi, Peter Mosch, referiu que “alcançámos um marco importante: os postos de trabalho do nosso ‘core’ estão assegurados.”

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)