BMW X6 oficialmente apresentado com novos motores e estilo agressivo

By on 3 Julho, 2019

O AUTOMAIS já lhe tinha dado a conhecer as imagens oficiais que tinham vertido para a internet, agora revela-lhe os detalhes do novo BMW X6.

O rival de Audi Q8 e Porsche Cayenne Coupé chegou à terceira geração e situa-se lado a lado com o a quarta geração do X5 e abaixo do maior X7, completando uma gama de SUV que contempla, ainda, os X1, X2, X3 e X4. Ou seja, um SUV para todos os gostos.

Para o lançamento, a BMW escolheu duas versões diesel e duas a gasolina: xDrive40i, xDriveM50i e xDrive30d, xDriveM50d. No lado a gasolina, o 40i está equipado com o bloco de seis cilindros em linha com 3.0 litros e 340 CV com 450 Nm de binário, que tem um consumo de 8,0 a 8,6 l/100 km e emissões de 181 a 197 gr/km de CO2. Já o M50i exibe o poderoso V8 de 4.4 litros com 530 CV e 750 Nm de binário, com consumos entre os 10,4 e 10,7 l/100 km e emissões de 237 a 243 gr/km de CO2. No campo dos diesel, o 30d utiliza o conhecido seis cilindros 3.0 litros com 265 CV 620 Nm de binário, com consumos entre 6,1 e 6,6 l/100 km e emissões de 159 a 172 gr/km de CO2. Finalmente, o M50d pega no mesmo motor de seis cilindros com 3.0 litros, mas com quatro turbos que oferecem 400 CV de potência e 760 Nm de binário.

No que toca a performances, o xDrive40i chega dos 0-100 km/h em 5,5 segundos, o M50i em 4,3 segundos. Já o xDrive30d faz esse exercício em 6,5 segundos e o M50d em 5,3 segundos. Todos estão limitados aos 250 km/h, exceto o xDrive30d que fica-se pelos 230 km/h. Para todos os motores só está disponível a caixa automática de 8 velocidades.

O novo X6 é maior que o seu antecessor. Contas feitas, os 4935 mm de comprimento são mais 26 mm que a segunda geração, na distância entre eixos há mais 42 mm, passando para 2975 mm e na largura o novo X6 tem mais 15 mm (2004 mm). A bagageira, por seu turno, ficou igual com 580 litros, menos 65 litros que o X5, mas viu a capacidade aumentar com os bancos rebatidos, na proporção 40/20/40, para 1530 litros. Ou seja, o aumento de dimensões foi todinho para a habitabilidade.

Olhando ao estilo exterior, falamos de uma evolução, não do anterior modelo, mas do atual X5, com nova grelha dianteira de dimensões surreais e uma traseira onde há ali qualquer coisa que não rima de forma perfeita. A partilha com o estilo do X4 não correu lá muito bem. Gostos. A aparência geral do X6 passou a ser mais próxima do X4 e tem linhas bem mais angulares que anteriormente. Claro que o destaque vai para o tejadilho arredondado e para o portão traseiro muito inclinado. Já o interior é decalcado do X5, com os mesmos bancos, os mesmos sistemas, o que é lógico sendo este um carro do modelo mais familiar. Pele e materiais exóticos encontram guarida dentro do X6 que tem o mesmo nível de equipamento e de tecnologia que o X5.

Dessa tecnologia fazem parte as mais recentes propostas em termos de segurança como a última geração do sistema de Aviso de Colisão e alerta para peões, com travagem autónoma de emergência, que agora “lê” também os ciclistas.

Na parte mecânica, além dos motores que já referimos, não há segredos: o X5 é o grande dador de órgãos e o duplo triângulo sobreposto dianteiro mais o eixo independente multibraços, é o mesmo, contando com o “Dynamic Damper Control” da BMW de série. Como opcional está a suspensão M Adaptativa, que oferece barras estabilizadoras ativas e direção nas rodas traseiras. A suspensão pneumática oferece 80 mm de regulação na altura ao solo, ajuste automático dessa mesma altura ao solo e auto nivelamento. Há também, como opcional, um pacote Off Road para modelos sem especificações M, que adiciona quatro modos de condução ao pacote de série do X6.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)