Citroen acabou a produção do C4 Spacetourer com cinco lugares

By on 6 Maio, 2019

Não espanta ninguém esta decisão tomada pela Citroen, já que os monovolumes estão a caminho da extinção e se a versão de sete lugares ainda tem alguma expressão, o C5 Aircross serve, perfeitamente, para fechar o “buraco” deixado pelo modelo agora extinto.

A produção acabou, o modelo estará à venda até que os concessionários em toda a Europa esgotem os carros ainda disponíveis. Desta forma, a gama de monovolumes da Citroen volta a encolher e é composta, agora, depois da saída do C3 Picasso e do C4 Spacetourer, do C4 Grand Spacetourer e pelo Spacetourer de nove lugares feito com base num comercial.

O C5 Aircross estava, já, a canibalizar o monovolume, este também não tinha já grande volume de vendas, por isso a Citroen acabou com o modelo, confirmando-se a cada vez maior vontade do mercado em consumir modelos SUV em detrimento dos monovolumes.

A Citroen junta-se à Ford, que também anunciou o fim de modelos monovolume (B-Max e C-Max), à Toyota que acabou com o Verso, à Kia que já fechou a produção do Venga e fará o mesmo ao Carens. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)