Elon Musk afirma que a Tesla terá robotáxis na estrada em 2020

By on 23 Abril, 2019

O CEO da Tesla continua a não ter tento na língua e vai atirando para o ar promessas como quem lança bolas de sabão… acabam quase todas por viver pouco tempo.

Depois de dizer que o Twitter não é para ser levado a sério – a SEC anda a apertar com ele novamente! – Elon Musk está a tentar acalmar os espíritos nervosos de Wall Street. Recordamos que depois de uma procura intensa pelos modelos da Tesla nos primeiros meses do ano, a procura desacelerou de forma evidente e a empresa liderada por Musk continua com enormes problemas de distribuição que ameaçam de forma clara os resultados periclitantes da Tesla.

Musk, numa das suas encenações, veio explicar mais detalhadamente como é que a Tesla vai regressar aos lucros num período tão agitado. Segundo ele, a empresa “terá um ‘cash-flow’ extremamente positivo assim que estabelecermos uma rede de robotáxis autónomos já no próximo ano.” Ah! pois é, Elon Musk vai colocar uma frota de táxis autónomos a circular já em 2020.

Naturalmente que lá teve de confessar que não tem nenhuma aprovação governamental federal ou estatal para isso, embora com aquela confiança nervosa tenha dito que “acredito que conseguiremos o licenciamento em algum lugar durante o próximo ano.” Pois.

E perante algumas perguntas incómodas como o constante falhar de promessas e a constante mentira sobre vários aspetos da Tesla e da sua forma de trabalhar, Elon Musk disse que “todas estas coisas que disse que iriamos fazer, nós fizemos. E iremos fazer os robotáxis, também! A única crítica que aceito e é justa é que as coisas podem não acontecer na altura prometida.”

Uma vez mais Elon Musk continua a vender sonhos e aparece sempre de mãos vazias. E aquilo que disse sobre o “timimg” do cumprimento das promessas é curioso, pois Musk estava a referir-se à condução autónoma que, todos já concordaram, foi atirada lá muito para o futuro. Musk diz que não e que a Tesla começou a despachar veículos que têm capacidade de condução autónoma total, graças a um novo “hardware” desenhado na Tesla. Mas, será utilizado onde?

A Tesla diz que no final de 2019 terá um “upgrade” de software dos seus modelos, feito via “wireless” para o Autopilot, assegurando que o sistema será seguro a meio de 2020. E em mais um empolgamento típico das suas tiradas, Elon Musk garantiu em janeiro deste ano que o sistema “Full Self-Driving” iria receber autorização para ser usado até final deste ano.

Claro que teve de dar mais uma cambalhota, daquelas em que é exímio, e dizer que “bom, o Full Self-Driving daqui a dois anos será de série e poderemos fazer um carro sem volante e sem pedais.”

Para que tudo isto seja possível, a Tesla terá de convencer da segurança do sistema para que possa ser autorizado e é sabido dos problemas, graves, que todos os sistemas de condução autónoma têm estado a provocar. 

Elon Musk também anunciou ara um futuro próximo uma nova função do Autpilot, o “Agressive mode” que terá uma pequena probabilidade de poder “dar toques no carro da frente, pois esta é única maneira de andar no tráfego de Los Angeles”. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment