Estado francês avisa Renault sobre fecho de fábricas e despedimentos

By on 19 Fevereiro, 2020

O ministro francês das finanças, Bruno Le Maire, alertou a Renault sobre o fecho de fábricas e o despedimento de colaboradores.

Recordamos que a Renault registou o seu primeiro prejuízo anual dos últimos dez anos, o que levou ao estabelecimento de um programa de corte de custos avaliado em 2 mil milhões de euros durante os próximos três anos, com Clotilde Delbos, CEO interina da Renault a dizer que este corte de custos estava apontado a tudo e a todos.

Depois destas afirmações, Bruno Le Maire, o ministro das finanças francês, referiu que “o Estado francês irá fazer o seu papel de acionista da Renault para assegurar que as escolhas que serão feitas não sejam contra as fábricas e os colaboradores em França.” Acrescentou o governante que “manteremos o contacto com a Renault e estaremos muito vigilantes” sobre o programa de corte de custos.

Le Maire acrescentou que esteve a discutir o plano industrial da Renault numa chamada telefónica com o presidente da marca francesa, Jean-Dominique Senard e esse dialogo vai continuar. Mesmo reconhecendo que a Renault precisa de se adaptar aos novos desafios, Bruno Le Maire lembra que essas mudanças devem ter em conta os interesses de longo prazo da Renault em França. Recordamos que o Estado francês possui 15% do capital da Renault.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)