Ferrari 812 GTS é o descapotável de produção em série mais potente do Mundo

By on 9 Setembro, 2019

O V12 montado debaixo do longo assegura esse título, naquele que é o primeiro descapotável V12 após cinquenta anos de ausência.

Ferrari 365 GTS4

O 365 GTS4 foi lançado há, exatamente, 50 anos, e dai para cá nunca mais tinha havido na gama Ferrari um carro destes como o 812 GTS que, pelo caminho, reclama o título de descapotável de produção em série mais potente do Mundo. A base é, claro, o 812 Superfast, tendo a Ferrari surpreendido com este lançamento. Afinal, tinham acabado de mostrar o F8 Spider (versão descapotável do F8 Tributo) e o Superfast é um carro mais virado para a performance substituindo o F12 que, lembramos, nunca teve uma versão aberta. Mas isto faz parte da nova estratégia da Ferrari que está a lançar uma ofensiva de produto sem precedentes.

O 812 GTS tem as mesmas características dos 812 Superfast, ou seja, V12 com 6,5 litros, 800 CV e 719 Nm de binário. Com todo este poderio, o modelo descapotável é rápido (340 km/h) e a Ferrari diz que a aceleração 0-100 km/h é inferior a 3 segundos. Se a do Superfast é de 2,9 segundos… Além disso, a Ferrari também diz que o 812 GTS é, não só, o descapotável produzido em série mais potente do Mundo, mas também o mais versátil devido ao tejadilho rígido retrátil. Que se abre ou fecha em 14 segundos até uma velocidade de 45 km/h. O tejadilho não afeta dimensões bem a bagageira, sendo que o vidro traseiro pode ser aberto para que se possa escutar o V12 de forma plena. Já a traseira do carro foi redesenhada, com as ilhargas traseiras a perderem as entradas aerodinâmicas. Essa ausência foi compensada com a introdução de um flap no difusor traseiro. A Ferrari focou-se, muito no conforto a bordo com o teto aberto e para isso há dois pequenos flap em forma de L no topo do para brisas, desviando, assim, o excesso de pressão que poderia existir no habitáculo.

Como o 812 GTS é um carro de produção em série, as versões especiais que foram sendo lançadas pela Ferrari ao longo dos anos, o 550 Barchetta Pininfarina (base do 550 Maranello em 2000 ara comemorar os 70 anos da Pininfarina) o Superamerica (base do 575 M Maranello em 2005), o AS Aperta (2010) e o F60 America (feito com base no F12 Berlinetta para comemorar os 60 anos da Ferrari nos EUA, em 2014), não contam para o tempo que não existiu um Ferrari V12 com teto removível.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)