Harald Krueger não quer continuar como CEO da BMW após 2020

By on 5 Julho, 2019

Antecipando-se a uma decisão que o conselho de supervisão iria tomar, Harald Krueger, CEO da BMW, anunciou que não está disponível para uma extensão do seu contrato que termina em 2020.

Num comunicado, a BMW anuncia que “Harald Krueger informou, hoje (sexta feira), o Presidente do Conselho de Supervisão que não estará disponível para uma extensão do seu contrato para lá da vigência atual até 30 de abril de 2020.”

Com 53 anos, Harald Krueger lidera a BMW desde 2015, tendo sido o CEO mais novo de sempre assumir o cargo na BMW. Percebeu qual o objetivo da reunião do Conselho de Supervisão e antecipou-se, esvaziando o ponto único da agenda da reunião, saber se iriam oferecer mais 5 anos de contrato a Krueger como CEO. Assim, a reunião marcada para o dia 18 de julho passa a ter como objetivo discutir a sucessão do atual CEO.

Num comunicado, Harald Krueger disse que “há mais de 27 anos que a BMW é a minha casa profissional. Após quatro anos como CEO, tenho o desejo de procurar novos desafios e aplicar a minha extensa experiencia internacional em novas missões e projetos.”

O reinado de Krueger na BMW foi tudo menos fácil. A casa de Munique liderou o segmento Premium durante uma década e perdeu-se algures nos últimos anos, perdendo essa liderança durante o consolado de Krueger para a Mercedes (2016) e tem conhecido muitas dificuldades para recuperar, com estratégias tímidas e algumas delas incompreensíveis que alargaram o fosso para a Mercedes. Para piorar tudo, a quebra de vendas e as tensões comerciais fizeram encolher, significativamente, os lucros. Tudo debaixo do comando de Harald Krueger.

Anteriormente chefe de produção, Krueger chegou a CEO quando Herbert Diess saiu para o grupo VW em 2014. Tímido, avesso a grandes concentrações de pessoas, não gostava de aparecer, particularmente desde que teve um desmaio em setembro de 2015, frente a uma alargada plateia de pessoas no Salão de Frankfurt. No seu lugar era costume aparecer Nicolas Peter, o diretor financeiro da BMW.

Falta menos de um ano para que Harald Krueger abandone o grupo BMW, perfilando-se como sucessores Klaus Froelich, 59 anos, responsável pelo desenvolvimento – e senhor de ideias fortes que navegam contra a corrente de Krueger – e Oliver Zipse, 55 anos, responsável pela produção. Ambos têm lugar no conselho de administração e irão lutar pelo lugar de CEO a partir de 2020.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)