Honda Civic Type R recebe atualização e recebe duas novas versões

By on 20 Fevereiro, 2020

De um lado fica o carro que todos conhecemos, mas agora mais leve e focado na performance, do outro uma versão Sport Line que suaviza a forma e é mais refinado.

Se adora o Civic Type R, mas nunca o comprou porque esfrega demasiado na cara das pessoas ser a versão desportiva do Civic, a Hinda oferece-lhe, agora, um Type R mais civilizado que lhe permite passar um nadinha mais despercebido. Disponível, lado a lado, com o tradicional Type R, este Sport Line está pensado para oferecer um estilo mais discreto e um conforto mais refinado. Lá está, pensado para si que não gosta do Type R tão folclórico.

Desaparece a asa traseira em favor de uma asa mais pequena e discreta, as jantes de 19 polegadas têm outro desenho e estão equipadas com pneus Michelin Pilot Sport 4S, mas com paredes laterais mais suaves, logo, oferecendo um pouco mais de conforto. O carro recebeu mais isolamento para minimizar os ruídos, vibrações e aspereza que chega aos ocupantes do interior, os bancos todos pretos com pesponto vermelho reduzem a forma ostensiva do Type R tradicional. Não há alterações no estilo exterior e interior, exceto as que referimos.

No outro lado da gama, mantendo o Civic Type R convencional, a Honda acrescentou uma “Limited Edition” de apenas 100 exemplares disponíveis para a Europa, que a casa japonesa diz ser um carro “pensado para ser o melhor carro de tração dianteira disponível.”

Uma afirmação ousada para o Civic Type R mais radical de sempre. Não tem ar condicionado, não tem ecrãs sensíveis ao toque e perdeu grande parte da insonorização, tendo sido escovados 47 kgs face ao carro original. A Honda não foi tão longe como a Renault com o Megane RS Trophy R e manteve o banco traseiro. Depois encontramos jantes BBS forjadas com 20 polegadas com os excelentes pneus Michelin Cup 2, amortecedores modificados, direção recalibrada para os novos pneus e jantes. O carro é pintado exclusivamente de amarelo (Sunlight Yellow) com tejadilho preto, capas dos espelhos e entrada de ar do capô em preto e uma placa situada na consola central com o número.

No que toca ao estilo, há um redesenhar dos para choques e dos faróis, mas tudo muito subtil. Mais evidente a maior entrada de ar, um novo radiador que reduz a temperatura em cerca de 10 graus celsius quando em situações exigentes, novo sistema de travagem com maxilas flutuantes com dois pistões, da Brembo, que reduz o peso não suspenso em 2,5 kgs e o pedal de travão está mais direto com menos 15 mm de curso. As ligações da suspensão ao chassis são feitas com casquilhos mais duros e a programação da suspensão adaptativa foi revista. No interior, como dissemos, o sistema de info entretenimento passa a ser controlado por botões físicos, os revestimentos são em Alcantara, a alavanca da caixa é diferente com um contrapeso de 90 gr que, diz a Honda, vai melhorar a precisão a cada passagem de caixa.

O carro está equipado com o “Active Sound System” que utiliza o sistema de som do carro para incrementar o barulho do motor nos modos Sport e R+ e faze-lo quase desaparecer no modo Comfort. Há, também, um sistema de aquisição de dados denominado LogR, que permite ao condutor ver em tempo real dados como temperaturas e pressões, usando o GPS e os medidores de força G para ajudar o condutor/piloto a fazer a melhor volta possível num circuito.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)