Honda revela protótipo que tem como ambição para a mobilidade autónoma

By on 9 Janeiro, 2020

O “roadster” com condução autónoma oferece emoção na condução, oferece a possibilidade de determinar, automaticamente, quando deve assumir o controlo.

Chama-se “Augmented Driving Concept”, não tem tejadilho, oferece quatro lugares e a escolha entre condução normal ou autónoma. Pensado “para enfrentar a transição cultural para a condução autónoma” tem oito modos de condução que oferecem vários graus de controlo, com a Honda a dizer que a passagem entre os vários modos de condução e feita sem se dar por isso. Estes modos são comandados por um botão.

No interior há vários sensores que podem determinar qual o nível apropriado de autonomia que deve ser escolhido, em função do que faz o condutor.

O habitáculo é minimalista com enfâse no espaço, mas tem um volante convencional que tem várias funções além de comandar a direção. Tocando duas vezes no volante, o carro começa a funcionar e empurrando para diante ou para trás, controla a aceleração.

Segundo a Honda, “num futuro autónomo, a Honda acredita que o consumidor poderá desfrutar da mobilidade de uma nova maneira, libertando-o da responsabilidade da condução. Ao mesmo tempo, se desejarem beneficiar da condução tradicional e da emoção de conduzir.”

Não se sabe que motorização o protótipo utiliza e no que toca ao estilo, a frente é inspirada no Honda e, deixando a ideia que o modelo será, naturalmente, elétrico. A Honda apresentou, também no CES 2020, o “Smartphone as Brain”, uma ideia que permite a um smartphone ser controlado através dos botões colocados no volante e um novo sistema de reconhecimento de voz, tudo destinado a minimizar as distrações do condutor.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)