Kia XCeed chega com a promessa de ser o melhor de dois mundos

By on 27 Junho, 2019

A nova proposta da Kia oferece um crossover com um estilo arrasador e a promessa de ser o melhor de dois mundos.

Se está a pensar “oh lá vem mais um SUV” está redondamente engando, pois a Kia não trouxe para a arena do segmento C “mais um”, mas um automóvel que promete ser o melhor de dois mundos: praticabilidade e a posição de condução elevada dos SUV com o comportamento e a atitude de uma berlina de cinco portas.

Divertidamente, a Kia enquadra o seu XCeed como um CUV. Hã? Sim, o XCeed é um “crossover utility veihcle” e não um “sport utility veihcle”. Serve este acrónimo, prontinho a ser alvo de piadolas mais ou menos conseguidas, para dizer que o XCeed é um automóvel que cruza as características práticas e a posição de condução elevada de um SUV com a serenidade e o comportamento mais envolvente de um carro de cinco portas.

Portanto, senhoras e meninas, o XCeed não é um SUV mas está mais longe do chão e tem a posição de condução elevada, meninos e senhores, a condução será tão agradável como a do Ceed. Bom, isto diz a Kia pois fui até Frankfurt ver o carro e não andar com ele. E não, não estava a chover, antes um calor de fritar ananases que estava a dar com os alemães em doidos e a encher os bolsos dos fabricantes e vendedores de ar condicionado.

O XCeed é o segundo episódio de uma estratégia inteligente de explorar os nichos existentes nos diversos segmentos, oferecendo a si própria um caminho menos sinuoso e com menos adversários num segmento duríssimo como é o segmento C. Com chegada prevista a Portugal para setembro com preços semelhantes aos do Proceed (25 mil euros para o 1.0 Turbo, 27 mil euros para o 1.4 Turbo e 30 mil euros para o turbodiesel), o XCeed não tem tração às quatro rodas, mas oferece um estilo que casa de forma perfeita o que é uma berlina e o que é um SUV. 

A assinatura do francês Gregory Guillaume (o tipo que manda no centro de estilo da Kia onde o carro foi revelado) é evidente nas formas elegantes e expressivas, transpirando emoção e dinamismo. Enfim, o carro é mesmo bonito e conta com detalhes que fazem a diferença: um capô motor relativamente longo que sobe até aos pilares A, ancorados por cima das generosas cavas das rodas. Os faróis rasgados fazem parte de uma frente musculada de muito bom gosto. A traseira é mais simples e marca, também, uma diferença para outros modelos da casa coreana.

Reclama a Kia que o XCeed é totalmente novo e que só as portas da frente são idênticas às da berlina ou da carrinha. O para brisas e o tejadilho arredondado são provas disso mesmo.

Contas feitas, o XCeed tem a mesma distância entre eixos que o carro e a carrinha (2650 mm), mas é 85 mm mais comprido e 26 mm mais largo que a berlina, o que significa que o XCeed tem 4395 mm de comprimento, ganhos cm os maiores avanços à frente e na traseira, respetivamente, mais 25 e 60 mm. Porque é que a Kia escolheu aumentar a volumetria do XCeed? Para não o colocar de frente com o Nissan Qashqai. Aliás, foi exatamente isso que Emilio Herrera, o COO da Kia Motors Europe, nos disse. “O crescente desejo por carros que ofereçam mais dinamismo emoção que um SUV, não quer dizer que os clientes tenham perdido a vontade de desfrutar da praticabilidade de um carro maior.” Aqui está ele, um carro maior que não parece uma berlina, mas tem todos os códigos de um SUV como a interessante altura ao solo. Contas feitas, são 174 mm com jantes de 16 polegadas e 184 mm com jantes de 18 polegadas, um total de 42 mm mais face à versão de cinco portas. Pesquisando um pouco, percebe-se que o XCeed perde, apenas para o Qashqai, tendo maior altura ao solo que todos os seus rivais. Porém, com 1490 mm de altura, consegue ser mais baixo que o Qashqai e tem uns milímetros a menos que o Fiat 500 X ou o Audi Q2.

Prometendo uma dinâmica para o XCeed, semelhante à berlina, a Kia foi forçada a fazer alterações na suspensão, utilizando componentes específicos e uma afinação exclusiva. Reclama a Kia que o carro terá um “comportamento envolvente e um conforto maduro em todo o tipo de situações.” Uma das novidades reside no eixo dianteiro com os limitadores de curso a exibirem unidades hidráulicas para um maior conforto, molas dianteiras mais moles 7%, as traseiras são 4% mais suaves e a direção, vinda da berlina, recebeu atualização que, diz a Kia, a torna mais rápida e oferece mais sensibilidade ao condutor.

Contas feitas a estas alterações, o Kia XCeed será um carro com uma generosa altura ao solo que não verá o seu comportamento em estrada alterado face à berlina. Reclama a Kia que o refinamento do XCeed foi melhorado. 

Uma das grandes novidades do XCeed é a introdução do painel de instrumentos digital, uma unidade com 12,3 polegadas, uma estreia absoluta na Kia. O resto do interior, como referiu Emilio Herrera, “é semelhante ao do Ceed, o que faz sentido” pois o interior do Ceed raramente é criticado. Claro que há diferenças no que toca á decoração, mas isso será especifico do modelo.

A gama XCeed conta com três opções de motores a gasolina. O 1.0 T-GDi, de três cilindros, oferece 120 CV e 172 Nm de binário, enquanto o 1.4 T-GDi tem 140 CV e um binário de 242 Nm. O motor mais potente é o 1.6 T-GDi, já conhecido do Ceed GT e do ProCeed GT. Com uma potência de 204 CV e um binário de 265Nm, será o topo da gama XCeed.No que diz respeito aos diesel, o XCeed tem à sua disposição dois motores da gama Smartstream, no caso duas versões do bloco 1.6 litros: 115 e 136 CV.

À exceção do 1.0 l T-GDi (equipado apenas com caixa manual de 6 velocidades), as motorizações do Kia XCeed estão disponíveis com caixa manual de 6 velocidades ou caixa de 7 velocidades de dupla embraiagem. A função Idle Stop & Go é equipamento de série em todas elas.

Tal como vai acontecer com outros modelos da Kia, a partir do início de 2020 o XCeed receberá motores eletrificados, nomeadamente o semi-híbrido de 48 V e diversas opções de híbridos plug-in, estes com a motorização do Niro.

Como já referimos, o carro chegará na segunda semana de outubro, mas as vendas começam já em julho com o carro a ser proposto com dois níveis de equipamento: Drive e Tech cujas definições serão muito semelhantes aos níveis propostos no Proceed GT Line e no Ceed TX. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)