Land Rover renova Discovery Sport e adiciona híbrido a partir de 48.855€

By on 22 Maio, 2019

A casa de Solihull atirou tudo o que tem para renovar o Discovery Sport, tenatndo encontrar forma de dinamizar as vendas.

Impressionante aquilo que a Land Rover fez ao Discovery Sport: uma nova plataforma, motores eletrificados e um interior novo para olhar olhos nos olhos rivais como Volvo XC60 e Audi Q5. Lançado em 2014, continua a ser o modelo mais vendido da marca com quase 100 mil unidades em todo o mundo, praticamente um quarto do total das vendas da Land Rover. Portanto é um automóvel muito importante que tem vindo a perder fôlego, sendo impossível à Land Rover manter o modelo sem alterações.

Primeiro passo: abandono da plataforma D8 por troca com a nova “Premium Transverse Architecture” utilizada já no Evoque e que levará o carro a ser produzido na fábrica de Halewood. Esta nova plataforma permite que sejam adotadas motorizações eletrificadas, nomeadamente, o sistema “mild hybrid” de 48 volts, igualmente já disponível no Evoque. Com esta motorização, o Discovery Sport emite 144 gr/km de CO2 com um consumo de 5,6 l/100 km. O modelo terá uma motorização híbrida “Plug In” que chegará no final do ano.

O único modelo que não tem motor híbrido é a versão de base D150, com tração dianteira, motor diesel e caixa manual de seis velocidades, com 150 CV e 380 Nm de binário. Todos os outros serão híbridos e com tração integral, utilizando caixa automática de nove velocidades da ZF, que foi melhorada e que só por sí consegue poupar 2% de combustível.

A versão mais potente será o P250 MHEV, com 249 CV e 365 Nm de binário e chega dos 0-100 km/h em 7,1 segundos. Outras opções do Discovery Sport em termos de mecânicas com motores de 180 e 240 CV a gasóleo e um motor a gasolina com 200 CV. Tal como sucede no Evoque, o sistema de tração integral exibe o sistema Terrain Response 2, com quatro modos de condução que se adaptam às condições. Está disponível, ainda, o sistema Driveline Disconnect, que envia a potência só para as rodas dianteiras quando o carro está a rolar sem carga, para aumentar a eficiência.

Todos os Discovery Sport têm molas metálicas com o sistema “Adaptive Dynamics” que faz variar a dureza dos amortecedores e monitoriza a estrada para ajustar o carro às condições. Em termos de dimensões, o Discovery Sport está diferente da versão que substitui: tem 4597 mm (menos 2 mm) de comprimento, 1727 mm (mais 3 mm de altura) mantendo a largura nos 2173 mm, com a distância entre eixos também igual com 2741 mm. E fora de estrada, a Land Rover quis manter as credenciais fora de estrada: 212 mm de distância ao solo, 25 graus de ângulo de entrada, 30 graus de ângulo de saída e 20 graus de ângulo ventral. Tem capacidade de rebocar 2500 kgs, com o sistema “Advanced Tow Assist” que ajuda nas manobras com os reboques. 

No que toca ao estilo, o Discovery Sport mantém a identidade com os restantes modelos da Land Rover, com atualizações que acaba por o colocar em linha com o novo Evoque e com o Ramnge Rover Velar.

Já no interior, as alterações são muito maiores, com o Discovery Sport a receber o último sistema de info entretenimento que a Land Rover usa nos seus modelos. O “Touch Pro” é de série, oferecendo o ecrã de 10,25 polegadas e, agora, compatível com Android Auto e Apple CarPlay. Há um “head up display” a cores, um painel de instrumentos com 12,3 polegadas, todos de série. Opcional é o carregador sem fios para o smartphone. As oito tomadas USB estão à frente e atrás, os passageiros da segunda fila de bancos tem controlos do sistema de climatização.   

Os sistemas de segurança ativa e passiva foram melhorados, incluindo, agora, o “ClearSight Ground View”, sistema original introduzido no Evoque e que com a ajuda das câmaras colocadas na grelha dianteira e nos espelhos, permite que consiga ver através do capô, através de uma imagem projetada no ecrã central, sendo possível ver tudo o que se passa debaixo do carro.

Junta-se a isto um espelho retrovisor que funciona como um espelho convencional ou como um ecrã de alta definição que mostra o que é emitido pela câmara localizada na traseira com um ângulo de visão de 50 graus. Este sistema permite que com o carro totalmente carregado posa ver sem impedimentos para a parte traseira do Discovery Sport.

O Discovery Sport continua a ter muita praticabilidade e versatilidade, com os bancos traseiros a rebater 40/20/40, sendo possíveis 24 combinações diferentes. O espaço para as pernas é de 968 mm na segunda fila e 655 mm na terceira fila, já que o Discovery Sport continua a ter capacidade para sete lugares. Dentro do habitáculo há mais espaços para arrumação – total de 48 litros, mais 25% que anteriormente – e na bagageira há 1179 litros com cinco lugares (981 litros no anterior Discovery Sport) e 1794 litros com os bancos rebatidos. O depósito de combustível passou de 54 para 65 litros. O Land Rover Discovery Sport já está à venda em Portugal a partir de 48.855 euros. Se desejar configurar o seu modelo vá a www.landrover.com/vehicles/discovery-sport/

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)