Lucros da BMW recuaram 20% no segundo trimestre de 2019

By on 1 Agosto, 2019

Os resultados apurados pela marca bávara no segundo trimestre são o resultado de um investimento pesado para realizar automóveis amigos do ambiente.

Segundo o relatório enviado esta manhã, a BMW viu os seus ganhos antes de juros e impostos (EBIT) cair para 2,2 mil milhões de euros, apontando como causas para este recuo de 20% face a igual período de 2018, as severas regras sobre o CO2 da União Europeia. Regras que entram em vigor no próximo ano e que têm forçado a industria automóvel a investir de forma pesada na construção de veículos com baixas emissões.

Os investimentos em propriedades, fábricas e equipamento subiram 39% neste segundo trimestre, devido à renovação que a casa bávara fez em várias fábricas para passarem a produzir veículos elétricos, com maior flexibilidade para produzirem lado a lado automóveis convencionais e elétricos.

Contas feitas, a margem de lucro operacional da divisão automóvel voltou a cair, dos 8,6 % de 2018 para 6,5% em 2019, apesar do incremento de vendas experimentado de 1,5 % neste segundo trimestre.

Perante este cenário, a BMW reiterou que espera uma significativa redução do EBIT (lucros antes de juros e impostos) que rondará valores entre os 4,5 a 6,5%, pese embora um ligeiro aumento das vendas. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)