Mercedes enfrenta multa até mil milhões de euros devido a software de emissões

By on 14 Agosto, 2019

Segundo a imprensa alemã, há 280 mil veículos Mercedes equipados com um software que adultera as emissões.

A multa que a Mercedes enfrenta pode ir dos 800 mil aos mil milhões de euros, devido a adulteração dos dados de emissões de vários modelos da marca de Estugarda. Segundo o Der Spiegl, a “Kraftfahrt-Biundesamt”, a autoridade alemã para a industria automóvel, descobriu ”software” considerado ilegal segundo as leis da União Europeia, instalado em vários modelos da Classe C e Classe E, incluindo os modelos C220 CDI e E220 CDI.

Segundo aquele órgão de comunicação social, o “software” permitiria, alegadamente, que os motores diesel emitissem menos NOx e CO2 em condições controladas e não em estradas públicas. Segundo o Der Spigel, a Daimler deu ordem para recolher até 280 mil unidades. 

Entretanto, o procurador da República de Estugarda, citado por aquela publicação, referiu que a investigação sobre a fraude vai continuar e não estará concluída antes do final do ano. E segundo a mesma fonte, está a ser considerada uma multa de 5.000 euros por cada carro afetado.

Recordamos que em junho, o mesmo procurador ordenou a recolha de 60 mil unidades do GLK a gasóleo, leva número de modelos diesel recolhidos por mais de 760 mil unidades. Entretanto, a Mercedes está a ser investiga nos EUA devido aos mesmos motivos.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)