Mercedes recolhe 60 mil GLK 220 CDI devido a problemas com emissões

By on 24 Junho, 2019

Segundo o jornal alemão “Bild am Sonntag”, a Daimler vai ter de recolher 60 mil Mercedes diesel na Alemanha.

Os reguladores germânicos descobriram que 60 mil carros diesel da Mercedes estavam equipados com “software” pensado para distorcer os testes de emissões, segundo um comunicado do Ministro dos Transportes da Alemanha. O modelo afetado é o Mercedes GLK 220 CDI produzido entre 2012 e 2015. A Daimler já confirmou que esta recolha foi ordenada na passada sexta feira, mas que a empresa germânica vai contestar esta alegação do Ministério dos Transportes, mantendo total colaboração com as autoridades. Por seu turno, o organismo estatal já anunciou que vai alargar o âmbito das investigações.

Este é mais um estilhaço do Dieselgate, escândalo das emissões com epicentro nos EUA e que levou a VW a pagar multas milionárias e a receber uma série de modelos defeituosos. Por seu lado, a Daimler já recolheu mais de 3 milhões de unidades para solucionar excessos de emissões dos motores diesel. 

O “Bild am Sonntag”, que anunciou esta recolha de veículos da Mercedes, já tinha pubicado em abril um artigo em que se dizia que o regulador alemão andava á procura de software malicioso nos Mercedes GLK 220 CDI produzidos entre 2012 e 2015. Isto depois de vários testes terem demonstrado que o modelo só cumpria os limites de emissões se uma determinada função fosse ativada.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment