Mercedes revela GLB, rival do Audi Q3 e do BMW X1

By on 11 Junho, 2019

O novo modelo será lançado no final do ano e tem como base a oferta de um modelo compacto, mas amigo das famílias.

O GLB é o oitavo modelo da gama compacta da Mercedes e terá uma vantagem logo à partida face aos seus rivais, pois terá versões de 5 e 7 lugares. O GLB foi desenhado e pensado para oferecer versatilidade superior e seduzir as famílias que encaram o GLA como um carro demasiado curto para as suas necessidades.

Olhando para o estilo do GLB (X247), percebe-se que as linhas do protótipo revelado em abril no Salão de Xangai estavam, realmente, perto do modelo final. Claro que o exterior foi suavizado, mas os traços gerais estão todos lá.

A plataforma do GLB é a MFA II e em termos de suspensão, o GLB tem sistema McPherson à frente e eixo multibraços atrás, tendo a opção por amortecimento adaptativo. No que toca a dimensões, o GLB é mais comprido 21 mm que o GLC, 56 mm mais estreito e 20 mm mais alto que aquele modelo, tendo uma distância entre eixos mais longa 100 mm que o Classe B. Contas feitas, são 4634 mm de comprimento, 1834 mm de largura e 1658 mm de altura.

Se no exterior há linhas direitas e a traseira é bastante direita para acomodar os sete lugares, bebendo muita inspiração no Classe G, no interior o GLB recebe os mesmos elementos dos restantes Mercedes, mas com um novo arranjo e alguns detalhes que fazem a diferença, entre eles uma espécie de estrutura tubular. O painel de instrumentos e o ecrã do sistema de info entretenimento fazem um único conjunto e o MBUX (Olá Mercedes!) é de série.

A Mercedes reclama que o GLB tem um interior generoso em termos de espaço com 1035 mm de altura para a cabeça à frente e 967 mm de espaço para as pernas atrás, na configuração de cinco lugares. A bagageira é de 560 litros (140 litros mais que o Q3 e 55 mais que o X1) que pode ser esticada até aos 1755 litros com rebatimento do banco traseiro em 40/20/40. Na configuração de 7 lugares, os bancos extra são rebatidos para o chão do carro, com sistema de entrada fácil.

A gama inicial tem quatro modelos, com a escolha entre dois motores de quatro cilindros a gasolina e um bloco turbodiesel. O GLB200 tem o bloco 1.3 litros turbo com 163 CV, o GLB 250 utiliza o 2.0 litros turbo com 220 CV, tendo ambos os motores emissões entre os 137 e os 169 gr/km de CO2. O bloco diesel é o 2.0 litros com 150 CV no GLB200d e 190 CV no GLB 220d 4 Matic. As emissões são entre as 137 e as 169 gr/km de CO2. O sistema 4Matic estará disponível com um pacote “Off Road” e há a possibilidade de escolher entre uma caixa manual ou automática de 7 velocidades dupla embraiagem para o GLB 200. Os restantes utilizam uma caixa automática de 8 velocidades.

O carro será produzido no México, na nova fabrica de Aguascaliente, e na China para o mercado local. Não se sabem preços nem quando estará à venda em Portugal, sendo certo que a gama vai ser alargada e que as versões AMG (GLB 35 e GLB 45) ambas com motor de 4 cilindros, vão surgir só em 2020.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment