Nissan não quer, para já, laços mais profundos com a Renault

By on 4 Dezembro, 2019

Acabada a “vassourada” que limpou os resquícios da presença de Carlos Ghosn na história da Nissan, a casa japonesa entra numa nova fase.

Com Makoto Uchida ao leme, a Nissan já tem uma estratégia definida para trazer a casa japonesa de regresso aos lucros e mantendo a independência face à Renault, dentro da Aliança.

Segundo referiu o novo CEO da Nissan, “a Aliança é decisiva para alcançarmos os nossos objetivos. Por isso, temos de olhar para o que funciona dentro da Aliança e o que não funciona e então decidir o que fazer e seguir em frente.” Para Uchida, “a Nissan conheceu crescimento ao longo dos anos graças à Aliança. E por isso tenho a intenção de continuar com os esforços dentro deste enquadramento, mas mantendo a independência da Nissan.” É por essa razão que a Nissan não quer laços mais profundos com a Renault, nem isso está nos planos da casa nipónica a breve e médio prazo.

Segundo a ideia de Makoto Uchida, a Nissan tem de repensar a sua cultura empresarial e, sobretudo, estabelecer objetivos mais realistas. Para o CEO da Nissan, os problemas com as vendas e com os lucros relacionam-se com objetivos irrealistas traçados por Ghosn durante o seu consolado. “Ao tentar atingir metas impossíveis, promovemos um declínio rápido da nossa performance. Fica evidente que temos de estabelecer objetivos que nos desafiem, mas que sejam alcançáveis e compreensíveis” explica Uchida.

Para já, a Nissan vai cortar 12.500 postos de trabalho em todo o mundo, rever a gama de produto e baixar a sua produção global de 7.2 milhões para 6,6 milhões de unidades. Depois, vai fazer um esforço para aumentar as vendas nos EUA para 1,4 milhões de veículos. Enfim, a Nissan vai fazer quase tudo o que o anterior CEO, Hiroto Saikawa, tinha desenhado, depois de tudo ter sido avaliado em conjunto com o COO e o vice-COO, Ashwani Gupta e Jun Seki, respetivmente.

O investimento e todas as operações vão ser condicionadas de maneira a manter os custos controlados, ao mesmo tempo que os novos SUV elétricos vão aumentar as vendas e os lucros. Tudo porque Makoto Uchida acredita que “o pilar mais importante da transformação do nosso negócio é o crescimento através de novos produtos e novas tecnologias. Quero que os nossos colaboradores tenham orgulho em trabalhar para a Nissan.”

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)