Nissan renova gama de motores para o X-Trail

By on 22 Julho, 2019

Um novo motor a gasolina de 1.3 litros com 160cv e um bloco diesel de 1.7 litros capaz de permitir uma potência de 150cv, são as novidades da Nissan para o seu crossover X-Trail, modelo que recebe também novo equipamento e até uma nova caixa de velocidades.

Em termos práticos, o Nissan X-Trail ganha novos motores, tendo a capacidade, conforme os blocos, de usar a transmissão manual de seis velocidades Xtronic para o motor a gasolina, ou a nova caixa de velocidades automática DCT, com dupla embraiagem e sete velocidades destinada ao motor diesel. A ideia da Nissan, que chama para si o título de criadora do segmento dos crossover em 2007, com o lançamento então da primeira geração do Qashqai, é que, através das versões com duas e quatro rodas motrizes, possa existir uma resposta no X-Trail para cada necessidade, um modelo que passa agora também a incorporar o sistema Nissan ProPilot, apresentado pela Nissan como o seu primeiro passo da para a condução autónoma.

Disponível com versões apenas de cinco lugares, o agora renovado Nissan X-Trail entra no lote de veículos Classe 1 nas portagens desde que transporte o identificador de Via Verde, devendo chegar ao mercado no final do Verão, contando a Nissan ter todas as variantes disponíveis na sua rede de concessionários no início do Outono. Com o propósito de permitir para o Nissan X-Trail o reforço do seu estatuto de “escolha perfeita para famílias ativas e apaixonadas por atividades ao ar livre”, estas novidades na gama do X-Trail pretendem permitir que o modelo dê resposta a todos os potenciais clientes, desde os que não saem de estrada, e que poderão optar pela tração dianteira, até aos que, mais aventureiros, não dispensam a capacidade da tração integral.

Durante a apresentação desta nova gama para o Nissan X-Trail, o diretor-geral da Nissan Portugal, Antonio Melica, sublinhou ser intenção da marca “reforçar a liderança no segmento dos crossover, oferecendo a todos os clientes uma ampla gama de possibilidades de escolha, e aumentando a segurança e conforto”. Por ouro lado, disse, “manter o All-Mode 4×4-i na gama sublinha a tradição da Nissan em oferecer nos seus crossover versões para quem gosta, ou necessita, de fazer incursões em percursos fora-de-estrada.”

A caixa de velocidades DCT é uma novidade para a gama X-Trail e pretende oferecer aos clientes uma experiência de condução mais dinâmica e direta, trazendo para o X-Trail um espírito mais desportivo ao volante. Com refrigeração elétrica e ativação eletromecânica das engrenagens para melhorar a sua eficiência, a transmissão DCT é proposta para oferecer ao condutor a capacidade de experimentar uma mudança imediata de relações de transmissão sem descontinuidades.

A tecnologia ProPilot, já presente na gama Qashqai e Leaf, é outra das novidades agora no Nissan X-Trail, uma tecnologia que incorpora o assistente de manutenção na faixa de rodagem que oferece assistência de direção para ajudar a manter o automóvel no centro da faixa, mas também o “cruise control inteligente”, que contribui para manter uma distância constante e segura para o veículo à sua frente.

Com transmissão automática, o Nissan ProPilot também inclui o assistente de trânsito, que adapta a velocidade ao tráfego, mesmo parando e reiniciando a marcha quando necessário, para maior conforto do condutor, por exemplo, em engarrafamentos. Esta tecnologia está disponível de série no grau Tekna e, como opção no N-Connecta, ainda que apenas para o X-Trail equipado com o motor diesel de 1.7 litros.

Restará referir que não são para já conhecidos os valores pelos quais será comercializada esta nova gama do Nissan X-Trail, os quais só deverão conhecidos mais perto do início da comercialização, devendo ainda assim este modelo atingir, a julgar pela ambição do construtor, uma quota de mercado de 9% no segmento. Entretanto, e tal como para os demais modelos Nissan, também para o X-Trail deverão chegar no futuro outras motorizações no sentido da electrificação, com propostas híbridas, plug-in, transportando a tecnologia e-Power ou surgindo enquanto eléctricos e por isso totalmente livres de emissões.

A gama do X-Trail fica, assim, ordenada com três níveis de equipamento (Acentam N-Connecta e Tekna), dois motores (1.3 DIG-T a gasolina com 160 CV e o 1.7 dCi a gasóleo com 150 CV) tração dianteira ou integral e caixa X-Tronic (CVT). A versão 1.3 DiG-T só terá caixa automática DCT de dupla embraiagem. O carro estará á venda no outono e ainda não tem preços definidos.

Jorge Reis

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)