Novo Peugeot 208 “apanhado” no Sul de Espanha

By on 6 Setembro, 2018

Com sete anos de vida, o 208 conhece, finalmente, uma nova geração que o vai aproximar dos padrões dos atuais produtos Peugeot. Foi “apanhado” em testes no Sul de Espanha pelos nosso colegas da Carscoops, cujas fotos reproduzimos com a devida vénia.

Apesar de muito camuflado, a unidade surpreendida em estradas espanholas permitiu perceber que o estilo será bem mais interessante que o do atual modelo, bebendo inspiração nos recentes 508 e 508 SW que a Peugeot se prepara para comercializar.

A frente deixa de ter aquele aspeto de quem está comprometido e a morder o lábio, exibindo uma grelha superior com grupos óticos rasgados e inclinados com os três elementos verticais que lembram as garras. Do leão, claro. Por baixo lá está oitra grelha de generosas dimensões e com efeito estético na definição da frente, surgindo colocados horizontalmente os faróis de nevoeiro LED.

Curiosamente, ao contrário do que sucede na atual geração, o avanço dianteiro é pronunciado, tal como sucede com o 508. A partir dai, a carroçaria flui para um desenho da superfície vidrada muito semelhante à do 308, sendo os flancos limpos exceção feita á linha de cintura vincada através das cavas das rodas alargadas.

A traseira tem as luzes colocadas no topo da linha de cintura, os farolins têm as tais três barras verticais a simular a garra do leão, sendo muito semelhantes aos do 508, com o portão traseiro a ser vincado na zona onde está a pega de abertura. A matrícula foi desviada para um para choques simples, mas envolvente, enquanto que o óculo traseiro está mais inclinado. Existe um generoso spoiler no topo do portão traseiro – que não deverá ser igual em todas as versões. O 208 não terá versões de três portas.

A plataforma do 208 será a EMP1 utilizada, por exemplo, no DS3 Crossback, enquanto as opções em termos de motores são desconhecidas.

Confirmado está o plano de produto que inclui uma versão elétrica com base na plataforma e-CMP do grupo PSA, estando equipado com uma bateria de iões de lítio com 50 kWh. O que com um motor elétrico com 115 CV permitirá uma autonomia próxima dos 450 km. E não será uma versão “especial” já que Gilles Vidal, responsável pelo estilo da casa francesa, já anunciou publicamente que o 208 elétrico será semelhante aos modelos com motor de combustão interna, pois não há a necessidade de “gritar” que o 208 tem uma versão EV. Fora de questão estará, certamente, o lançamento de um 208 GTI elétrico. A não ser que a marca mantenha a sua presença no Mundial de Rallycross e quando este passar a ser uma competição elétrica, a Peugeot utilize essa participação para inovar e propor um desportivo de bolso com propulsão elétrica. Difícil, mas…

 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)