O Nissan Juke pode, afinal, continuar a ser radical como o atual

By on 25 Março, 2019

O Juke está no mercado desde 2010 e ninguém conseguiria afirmar que passados nove anos, ainda estaria à venda, agora com valores mais modestos, mas ainda assim interessantes.

Olhando aos números de vendas na Europa em 2018, o Juke vendeu 67 176 unidades, mais de 23 mil carros menos que em 2017, mas sendo o terceiro carro mais vendido da Nissan no Velho Continente. Um dos pontos fortes sempre foi o estilo radical e pouco convencional, do exterior e do interior.  Pois parece que a Nissan não vai estragar a fórmula e como mostra a foto que exibimos, publicada pelo sitio Carscoops e que replicamos com a devida vénia, continuará disruptivo, divertido e arrojado.

Feito com base nas fotos já conhecidas do carro em testes, este desenho mostra que o Juke continuará com aquela forma de bicho pronto a dar um salto para diante. Incorporando o “V-Shape” da Nissan, terá faróis estreitos e dois grandes olhos, um bocadinho como o atual, mas de forma mais estilizada. As cavas das rodas são amplas e a superfície vidrada estreita. Diferenças há muitas, claro, nomeadamente, o tamanho das portas traseiras e um alongar do carro que permitirá, acredita-se, maior espaço habitável. O tejadilho flutuante e a pega das portas escondida no pilar das portas não são novidade.

A maior dificuldade do Juke sempre foi a habitabilidade, com um interior muito acanhado e uma qualidade de materiais sofrível. A Nissan quer retificar esses problemas e dar ao habitáculo do Juke mais tecnologia. Fim do depósito de moto como consola, fim às formas estranhas, bem-vindo um habitáculo mais tradicional, com melhor qualidade e info entretenimento, também, de melhor qualidade. Haverá um ecrã de maiores dimensões com Android Auto e Apple Car Play, conectividade sem fios, aplicações, enfim, tudo aquilo que o Juke não tem neste momento. Claro está que as ajudas á condução e proteção do habitáculo são em maior número, com travagem de emergência autónoma, câmara 360 graus, manutenção na faixa de rodagem, aviso de transposição de faixa de rodagem e assistência ao estacionamento. A colaboração com a Bose estender-se-á ao Juke.

A plataforma do novo Juke é a CMF-B da Aliança Renault Nissan Mitsubishi, que tem majorada distância entre eixos e muito mais espaço interior, devido á modernidade da plataforma. No que toca aos motores, haverá versões gasolina e diesel e, inevitavelmente, uma variante híbrida a gasolina. O Juke pode receber uma caixa manual ou a CVT de variação contínua desenvolvida pela Nissan e podem também, tem tração às quatro rodas. O lançamento deverá ocorrer este ano e começar as vendas nos primeiros dias de 2020.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)