Rimac quer continuar a expandir-se com a ajuda da Porsche e da Hyundai

By on 6 Dezembro, 2019

A marca croata lançada por Mate Rimac, a partir de uma garagem em Zagreb, é hoje uma empresa com recursos e mais de 400 colaboradores.

A “start up” croata é hoje dominada pela Hyundai, que gastou 80 milhões de euros em maio para adquirir uma percentagem em redor dos 14% da Rimac, e pela Porsche que detém 15,5% depois de ter investido mais uns milhares após ter comprado 10% em 2018. Cintas feitas, a Rimac tem um valor de mercado de 570 milhões de euros.

A Hyundai quer em retorno do investimento, dois modelos específicos: um desportivo para a submarca de performance Hyundai N e um carro com pilha de combustível para a Kia. O segundo maior acionista da Rimac é o grupo chinês Camel Group, que reclama para si o título de maior construtor asiático de baterias, com 19% do capital, enquanto que Mate Rimac é o maior deles com 43% da companhia.

O croata quer, agora, abrir o capital a empresas financeiras e não em marcas automóveis, pois sendo uma empresa com solvabilidade, a Rimac precisa de dinheiro para construir uma fábrica e produzir componentes. “Somos uma história estranha para a Croácia. Não há nada semelhante a nós e consegui reunir mais dinheiro que todas as empresas de tecnologia juntas na história da Croácia.”

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)