Seat usa robots para automatizar o transporte de peças

By on 13 Fevereiro, 2020

A casa de Martotell é a primeira na Europa a implementar robots sem orientação magnética fora das linhas de montagem para automatizar o fornecimento de peças.

Para a Seat, a ideia é tornar as suas fábricas mais sustentáveis, ecológicas, inteligentes e digitalizadas. Nesse sentido, a casa espanhola passa a ser o primeiro fabricante europeu a utilizar veículos guiados automaticamente (automated guided vehicles em ingês com a sigla AGV) em zonas externas com navegação Slam (simultâneos localization and mapping), ligação 4G e carregamento de baterias elétricas por indução.

No total, a Seat tem oito destes AGV a circular no exterior da fábrica de Martorell para automatizar o transporte de peças, que se juntam aos 200 AGV que a Seat utiliza para fornecer peças dentro das oficinas de montagem das fábricas de Martorell e Barcelona. 

Os AGV externos são formados por várias composições que forma um comboio com 25 metros de comprimento com capacidade máxima de 10 toneladas, fazendo um percurso com 3,5 quilómetros. Com a navegação SLAM, não há fita magnética ou fios para guiar o AGV, reduzindo, assim, os custos de manutenção. São mais versáteis, adaptam-se a qualquer rota e não requerem nenhuma construção específica. Cintas feitas, estes AGV percorrem 240 quilómetros por dia com duas rotas operacionais entre as prensas e as zonas de montagem das carroçarias, onde são entregues peças laterais e elementos móveis. Com estes AGV, reduz-se de forma sensível a utilização de camiões dentro do perímetro da fábrica. No total são 1,5 toneladas de CO2 poupadas por ano, ao reduzir as entregas por camião e trator. Além disso, reduz os stocks no ponto de partida e no destino e há menos tráfego dentro da fábrica.  

Com este projeto, a Seat melhora a sua eficiência e avança com o objetivo de tornar Martorell uma fábrica mais inteligente através da “Internet of Things”, em ambientes industriais onde a automação e a digitalização de processos são essenciais. Nos últimos anos, a Seat aplicou inovações tecnológicas em todo o seu ciclo de produção, como os próprios AGV, integrados na linha de produção para o transporte de peças, o uso de drones para entrega urgente de peças e robots colaborativos que, combinados com uma gestão de dados mais eficiente, graças ao uso de inteligência artificial, “big data” e “blockchain”, permite processos mais eficazes, flexíveis e ágeis.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)