Smart ForTwo e Fourfour recebem atualização e passam a ser exclusivamente elétricos

By on 5 Setembro, 2019

Será a última atualização feita pela Mercedes à gama da Smart, marca que passou para o controlo dos chineses da Geely e que acaba de se tornar o primeiro construtor de produção em massa a tornar-se, exclusivamente, elétrica.

A apresentação será no Salão de Frankfurt, mas a Smart já revelou as fotos e os detalhes dos novos modelos que passam a chamar-se EQ ForTwo e EQ ForFour. E que, segundo a comunicação da marca, levam a Smart de regresso às suas origens. E quais são elas? A Mercedes tinha a visão de construir um citadino animado por uma unidade motriz com emissões zero, ainda antes de ficar com a Smart nos braços. Pode ter sido essa a visão, mas nunca foi assim que a marca fundada pelo criador dos relógios Swatch foi erigida.

Esta passagem para uma marca dedicada aos veículos elétricos já tina sido anunciada e a Smart já oferecia as versões ED na gama frTwo e ForFour. Foi em 2018 que esse anúncio foi feito sobre a transição para “uma marca de mobilidade urbana exclusivamente elétrica.” Foram deitados pela janela os blocos a gasolina com três cilindros.

Não há detalhes sobre o interior, tendo a Smart dito em comunicado que haverá uma nova consola central com um novo compartimento à frente do seletor de velocidades que permitirá acomodar um smartphone e o respetivo carregador sem fios ou dois porta copos. O sistema de info entretenimento será novo e mais simples, oferecerá melhor integração do smartphone, desaparecendo sistema e aplicações nativas em favor das aplicações do telemóvel. Haverá ligação à internet e a Smart desenvolveu uma nova aplicação que novas funções ligadas ao novo estatuto de carro elétrico do ForTwo e do ForFour.

Segundo a casa alemã, os novos modelos são “radicalmente simples”. Quem o diz é Gorden Wagener, o responsável pelo estilo na Daimler e, por inerência, o responsável pelo “restyling” dos Smart. Destaques? Ironicamente, a grelha dianteira que faz menos falta num veículo elétrico, aumentou de tamanho e ficou mais baixa, mas a maior parte da superfície ganha não é utilizada. É apenas um elemento estético.

Mas, pela primeira vez, a Smart decidiu que o ForTwo e o ForFour teriam frentes diferentes, recebendo o quatro portas um estilo mais dinâmico do que a face familiar do dois lugares. O dinamismo é complicado de se ver, mas assenta nos detalhes que podem verificar na foto acima. Como o AUTOMAIS já tinha referido, faróis e farolins receberam atualização, tendo agora como opcional a tecnologia Full LED.

Onde não há grande novidades é na parte mecânica, exceção feita ao desaparecimento dos motores a gasolina. Como já sucedida, o motor elétrico está montado na traseira com uma potência máxima de 80 CV e 160 Nm de binário., Estas cifras permitem que em termos de aceleração, o ForTwo chegue dos 0-60 km/h em 4,8 segundos (4,9 segundos para o Cabrio e 5,2 segundos para o ForFour) e dos 0-100 km/h em 11,6 segundos (11,9 para o Cabrio e 12,7 para o ForFour). A velocidade máxima para todos é de 130 km/h.

A bateria é uma unidade de 17,6 kWh que segundo o protocolo NEDC, permite uma autonomia de 160 km, bem menos que a maioria dos seus rivais. Porém, a Smart diz que esta autonomia é várias vezes superior à média de quilómetros feitos quotidianamente na Alemanha. Além disso, uma bateria mais pequena permite menores dificuldades de arrumação e o menor peso, um comportamento sem compromissos. 

O carro está equipado com um sistema de regeneração de energia cinética baseado na informação de um radar, o que permite ao veículo reduzir a marcha, automaticamente, atrás do carro que segue á sua frente, gerando energia para recarregar a bateria e alargando a autonomia.

No que toca aos tempos de recarga, sendo uma bateria pequena, permite que em apenas 3,5 horas seja possível recarregar o Smart numa tomada doméstica. Como opcional, a Smart oferece um carregador interno de 22 kW que autoriza cargas mais rápidas que recuperam entre 10 a 80% da carga em apenas 40 minutos. Os Smart EQ ForTwo e EQ ForFour não tem capacidade para estar ligados a um carregador rápido.

Só depois do Salão de Frankfurt é que a Smart vai rebelar a data de comercialização e os preços, que devem ser semelhantes aos dos atuais ED, pois as alterações são, na sua maioria, de cosmética.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)