VW Dieselgate: processo no Reino Unido prossegue com novas alegações

By on 17 Outubro, 2019

Quem o diz é a firma de advogados britânica Slater and Gordon, antes do início do julgamento de várias ações intentadas no Reino Unido.

Segundo a revista Autocar, os advogados de 85 mil clientes da Volkswagen, moveram uma ação no Reino Unido contra a marca alemã devido ao Dieselgate, questionando se a solução para resolver os problemas em 2016 pode ser classificada como um outro sistema fraudulento.

A firma de advogados Slater and Gordon, não abriu todo o jogo sobre o processo instaurado à Volkswagen, mas um dos advogados levantou um pouquinho do véu antes do processo começar a ser julgado após quatro anos de espera. Será aqui que vai ser decidido, de acordo com a lei britânica, se a VW instalou ou não um dispositivo fraudulento nos motores EA189 turbodiesel, afetando mais de 1,2 milhões de veículos das marcas VW, Audi, Seat e Skoda e se a casa alemã irá pagar, ou não, milhões de libras de indeminizações em 2022. 

O raciocínio dos advogados é simples. A resolução do problema é feita com um sistema que funciona numa janela térmica entre 15 a 33 graus e abaixo dos mil metros de altitude. Isso quer dizer que os motores EA189 recondicionados vão emitir muito mais em condições de utilização real, fora da janela térmica e acima dessa altitude.

A Volkswagen já reagiu e em comunicação oficial, regista que “a informação sobre as condições de utilização da reparação feita aos modelos em causa, é do domínio público e foi amplamente divulgada pelos media, pelo menos desde abril de 2016.” E, claro, a Volkswagen rejeita liminarmente que a janela térmica seja um dispositivo fraudulento.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)