VW quer reformular plano de compra de 50 mil milhões de euros de baterias

By on 31 Maio, 2019

O grupo alemão quer fazer alterações no plano de compra de baterias no valor de 50 mil milhões de euros, acreditando que o acordo com um dos fornecedores, a Samsung, poderá estar prestes a desmoronar.

A Samsung acordou com a Volkswagen o fornecimento de baterias no valor de 20 gigawatts, o suficiente para alimentar 200 mil veículos com pacotes de baterias de 100 kWh. Mas diferentes visões sobre o volume de produção e o cronograma de entrega da encomenda, acabaram por surgir em cima da mesa e têm estado a emperrar o acordo. 

Segundo alguns analistas, a Volkswagen necessita de um fornecimento anual de 300 gigawatts em células de baterias e sem contatos robustos com várias empresas, isso será impossível de ser entregue. Uma vez mais, falar de massificação dos veículos elétricos é uma coisa, conseguir que a cadeia de fornecimento funcione, é outra coisa bem diferente e é, hoje, um enorme desafio.

Um desafio e bastante caro, já que a Volkswagen está a gastar 30 mil milhões de euros no maior esforço para massificar os veículos elétricos, com uma sub marca e uma gama completa que teve no ID3 a primeira face a surgir e já com encomendas fechadas.

Sobre este extremar de posições, a VW emitiu um comunicado a sublinhar que a Samsung será o seu fornecedor de baterias para a Europa, tendo a Samsung declinado comentar o assunto. Recordamos que a VW está a planear construir uma fábrica de baterias na Alemanha, juntamente com a startup sueca Northvolt, que terá capacidade para produzir uma capacidade de 10 gigawatts. Com um custo de mil milhões de euros. Porém, tendo em conta os planos da VW, precisa de 300 gigawatts na Europa e na Ásia, o que está muito acima das capacidades do mercado para todos os construtores.

E até a Tesla, cada vez mais cercada pelos prejuízos e pela necessidade de vender mais e mais, acusou a Panasonic, seu fornecedor de baterias, de ser a culpada dos atrasos de produção do Model 3. Ou seja, percebe-se o funil onde as esperanças de massificação da mobilidade elétrica se vão meter nos próximos tempos.

A Volkswagen escolheu para o seu plano de compra de 50 mil milhões de euros de baterias,a LG Chem, a Samsiung e a SK Innovation, para fornecerem as baterias para a Europa, juntando a esse grupo a Contemporary Amperex Techonology para a China. A SK Innovation foi a escolhida para fornecer os EUA, a partir de 2022.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)