VW vai cortar 7 mil postos de trabalho no âmbito de forte plano de austeridade

By on 13 Março, 2019

Após a apresentação de resultados de 2018, com a margem de lucro operacional a cair, uma vez mais (para 3,8%), a Volkswagen anunciou hoje que vai cortar 7 mil postos de trabalho na marca VW, no sentido de levar o lucro operacional para uns mais simpáticos 6%.

Paralelemente a esta redução da força de trabalho, a VW procura aumentar a produtividade e conseguir uma poupança de 5,9 mil milhões de euros até 2023. Não serão feitos despedimentos compulsivos, mas sim antecipações de reforma e a não ocupação dos postos de trabalho assim anulados, acreditando a VW que entre 5 a 7 mil pessoas vão deixar a marca.

Segundo Arno Antlitz, o responsável pelas finanças VW, estas medidas vão permitir que em 2022, a margem de lucro operacional seja de 6%. Ralf Brandstaetter, COO da VW, lembrou que “vamos acelerar a nossa transformação para tornar a Volkswagen pronta e preparada para a era elétrica e digital.”

A marca Volkswagen emprega 185 mil pessoas, nada menos de 28,5% da totalidade de colaboradores do grupo VW (650 mil), tendo nos últimos tempos feito um esforço vigoroso para conter as despesas, maximizar os lucros e ter uma margem de lucro maior. E, naturalmente, os custos com a mão de obra são uma preocupação gritante, sempre no fio da navalha, sendo que esta parte do balanço é uma preocupação quando se deseja reduzir custos de forma evidente.

Recordamos que a VW já tinha assinado um pacto laboral em 2016, ara cortar 30 mil postos de trabalho e gerar 3 mil milhões de euros de lucro. Com isso, a VW conseguiu poupanças de 2.4 mil milhões de euros, depois de libertar mais de 6300 pessoas e ter contratado 2700 para as operações digitais.

Os sindicatos, lá responsáveis, cá nem por isso, aceitaram o corte de postos de trabalho, depois de assegurarem que a VW vai manter a força de trabalho até 2025 e que todas as rescisões sejam de mútuo acordo. Além disso, quem demonstrar capacidades para trabalhar na área digital, garantirá o seu emprego.

A Volkswagen vai começar a produção do seu primeiro modelo totalmente elétrico no final do ano, com as encomendas do ID a abrirem no dia 8 de maio. Segundo Jurgen Stackmann, o patrão das vendas VW, os concessionários estão muito entusiasmados e acreditam, mesmo, que o carro estará esgotado antes de ser apresentado em setembro.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)

Deixe um comentário

Please Login to comment