Aqui está o iX3, o primeiro modelo SUV 100% elétrico da BMW que oferece 460 km de autonomia

By on 14 Julho, 2020

Após muitas fugas de informação e muito suspense criado pela BMW, eis que a casa de Munique apresentou o seu primeiro SUV totalmente elétrico, o iX3. Em Portugal, o iX3 custa 80 mil euros na versão Inspiring, 86.500 euros na versão Impressive, chegando as primeiras unidades no início de janeiro de 2021, embora as encomendas já estejam abertas.

O novo modelo está baseado no X3 – as semelhanças do estilo são por demais evidentes – e usa a quinta geração do sistema de propulsão elétrica da BMW, o e-Drive. É composto por um pacote de baterias de 80 kWh (na realidade, e por questões de segurança, é de 74 kWh, operando a 400 volts) e um motor elétrico com 286 CV e 400 Nm de binário. Reclama a BMW que debaixo do protocolo WLTP a autonomia pode chegar aos 460 km, 520 km segundo o protocolo NEDC.

O BMW iX3 é compatível com os carregadores rápidos de 150 kW, o que permite carregar uma bateria sem carga até 80% em apenas 34 minutos, enquanto que 10 minutos de carga num carregador rápido oferece 100 km de autonomia ao iX3.

Para diferenciar o modelo 100% elétrico dos restantes i3, o iX3 recebe uma grelha duplo rim parcialmente tapada para reduzir o arrasto, um jogo de jantes com 19 polegadas, desenhadas, especificamente, para o iX3 reduzindo o arrasto e melhorando a aerodinâmica em cerca de 5% face ao X3, adicionando 10 km de autonomia. O coeficiente de arrasto do iX3 é de 0.29. Além de tudo isto, detalhes em azul indicam ser este um carro ecológico e elétrico. São visíveis no duplo rim, na base das portas e nos nichos ocupados pelos escapes no X3 convencional.

O interior replica o do X3, embora com vários detalhes em azul e vários logótipos BMW i. Os clientes podem escolher cinco acabamentos diferentes, bancos normais ou desportivos e seis cores exteriores: preto Carbon Metalic, cinzento Sophisto Brilhante com efeito metalizado, branco Mineral metalizado, Azul Phytonic metalizado, vermelho Piedmont metalizado e cinzento prata Cashmere metalizado. Todos os modelos têm, de série, suspensão adaptativa com os amortecedores controlados eletronicamente. 

O BMW iX3 estreia a quinta geração eDrive, que pela primeira vez reúne, na mesma caixa, o motor elétrico, os controlos eletrónicos e a transmissão. Ou seja, tudo está no mesmo casulo, como num motor de combustão interna, permitindo maior compacidade e facilidade de utilização em qualquer modelo. Além disso, esta quinta geração do eDrive tem mais 30% de densidade de potência face ao atual sistema usado pela BMW. Outra novidade reside no sistema de refrigeração/aquecimento do sistema eDrive: um aquecedor auxiliar toma conta da bateria de elevada voltagem, mesmo com temperaturas abaixo dos 30 graus negativos, enquanto outro sistema de refrigeração/aquecimento assegura a temperatura ideal para o motor elétrico e controlos eletrónicos.

A BMW orgulha-se de fazer o motor elétrico sem o recurso a metais raros, aumentando as credenciais ambientais do iX3 e, também, reduzindo bastante os custos de produção do motor elétrico e da caixa de velocidade única. O novo motor elétrico está pensado para oferecer um pico de binário a rotações nunca atingidas por um propulsor deste género, sendo que alguns rumores dizem que este motor pode alcançar 17 mil rotações. O motor do i3 faz 14 mil rotações.

A tração é feita, apenas, às rodas traseiras, ou seja, recupera, diz a BMW, “a experiência de condução típica da BMW.” Para isso chega dos 0-100 km/h em 6,8 segundos, alcançando os 180 km/h, limitados eletronicamente, apesar dos 

2195 quilogramas de peso total do iX3. Contas feitas, são apenas 0,4 segundos mais lento que o X3 sDrive30i! 

A colocação do pacote de baterias por baixo do piso, diz a BMW, permitiu rebaixar bastante o centro de gravidade até 75 mm face ao X3 convencional, o que oferece, reclama a casa alemã, “uma notável melhoria da dinâmica.” O iX3 utiliza baterias do construtor chinês CATL, deixando a BMW claro que a utilização de mercúrio foi “significativamente” reduzida, sendo essa uma das razões para trocar de fornecedor (o i3 utiliza baterias da Samsung). Porém, a razão principal reside no facto das regras chineses para venda de carros estrangeiros obrigar a usar baterias feitas localmente.

O BMW iX3 é o primeiro de três modelos 100% elétricos que a BMW tem prontos para colocar no mercado, sendo os outros o i4 e o iNext SUV, só deverão aparecer em 2021. O iX3 será, também, o primeiro carro da BMW a ser produzido na China para exportação, na fábrica de Shenyang. Por isso mesmo, o iX3 estará á venda em primeiro lugar na China já no final do ano, chegando ao Velho Continente em 2021.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)