Audi E-Tron Sportback à venda em Portugal a partir de 75.286€

By on 29 Maio, 2020

O E-Tron Sportback junta-se ao conhecido E-Tron dentro de uma gama elétrica que será reforçada pelo E-Tron GT. O primeiro chega a Portugal com várias versões e preços a partir de 75.286 euros.

Infelizmente, a pandemia de Covid-19 não permite que se possam revelar novos modelos e testá-los, por isso a Audi revelou em Portugal o E-Tron Sportback numa sessão de… vídeo! E acabou por correr bem, ficámos todos a conhecer os detalhes principais do modelo e dentro em pouco contamos aqui no AUTOMAIS levar até si o ensaio do carro.

Então, o que precisa de saber?

Bom, que este é um Audi especial e que sendo um Audi e sendo especial, não é barato. A versão mais “pobre” – como se houvesse disso num Audi… – custa 75.287 euros! Mas se for empresário e tiver negócio viável nesta altura, a Audi propõe o E-Tron 50 (313 CV) por 62.500 euros, imaginem lá, o limite de preço sobre o qual podem pedir o reembolso do IVA. Se puder, esqueça o 50 e compre o E-Tron 55 (408 CV). Veja lá que pechincha: 62.500 euros! E já viu o equipamento? Linha Advance ou S-Line, pintura metalizada, Audi Smartphone Interface, Audi Virtual Cockpit Plus, espelhos rebatíveis com anti-encadeamento automático e memória, estofos em couro, pacote de luzes, bancos dianteiros elétricos com memória para o condutor (forretas!) e Advanced key com sensor de movimento para abertura da bagageira. Isto para o 50, claro.

É que para o 55 ficar com o mesmo preço, a maior autonomia e maior potência não dão direito a mais que a linha Base, jantes de liga leve de 20 polegadas e pintura metalizada. Até nos deu vontade de abrir uma empresa…

Se o caro leitor não for empresário ou dono de uma empresa, terá de desembolsar bem mais. Assim, já disponíveis estão o E-Tron 50 quattro (75.287 euros), o E-Tron 50 quattro Advance (76.816 euros), mais o E-Tron 55 quattro (88.437 euros) e o E-Tron 55 quattro Advance (89.967 euros). Para setembro chega o E-Tron 50 quattro S-Line (88.437 euros) e o E-Tron 55 quattro SLine (91.737 euros). E para que não se queixem muito, a Audi oferece mais dois anos de garantia (2+2 anos) mas foi pouco generosa com a quilometragem, pois o limite da garantia chega aos 80 mil quilómetros. Por outro lado, a Audi oferece um contrato de manutenção de 4 anos ou 80 mil quilómetros e a bateria tem garantia de 8 anos ou 160 mil quilómetros.

Afinal, o que é isso do 50 e do 55?

Há coisas simples, há coisas complexas e há o sistema de nomenclatura da Audi. Introduzido em 2017, este novo processo denomina a potência do carro em kW, mas dentro de balizas pré-estabelecidas. Assim, o E-Tron 50 quattro, como está bem de ver, terá uma potência entre 210 em 230 kW. Sabe quanto é nos bons e esclarecidos CV? Entre 278 e 305 CV. O 55 significa potência entre 245 e 275 kw, ou seja, entre 328 em 478 CV. Esclarecido? Não?! Não se preocupe que nós também ainda não nos entendemos! Adiante!

Ou seja, o Audi E-tron 50 quattro tem 240 kW, 313 CV, e o E-Tron 55 quattro tem 265 kW, nada menos que 408 CV. O primeiro tem 540 Nm de binário, o segundo tem 664 Nm. O 50 quattro toca os 190 km/h e acelera dos 0-100 km/h em 6,8 segundos, o 55 quattro alcança 200 km/h e faz o exercício de aceleração em 5,7 segundos. Enfim, com uma bateria de 71 kWh, o Audi E-Tron 50 quattro tem uma autonomia de 347 km, o E-Tron 55 quattro e a sua bateria de 95 kWh, cumpre 446 quilómetros com uma carga.

E está bem equipado por esse preço?

O E-Tron tem um comprimento de 4901 mm, uma largura de 1935 mm e uma altura de 1616 mm, exibindo todos os códigos do estilo Audi: grelha Singleframe e generosas dimensões, cavas das rodas preenchidas e uma traseira onde surge a barra luminosa que une os dois farolins. Claro que o óculo traseiro está mais inclinado que no E-Tron.

No que toca ao equipamento, o E-Tron Sportback oferece ar condicionado automático bizona com conrolo separado, Audi connect Navigation & Infotainment, Audi connect serviço e emergência, Audi drive select, Audi pre sense basic e front, Audi sound system, aviso de saída de faixa de rodagem, bancos traseiros rebatíveis 40/20/40, cruise control, direção assistida progressiva, faróis LED e farolons LED, jantes de liga leve de 19 polegadas, MMI com navegação plus e “touch response”, porta bagageira com abertura e fecho elétrico, retrovisor interior com anti-encadeamento automático, sensores de chuva e luz, sensores de estacionamentos atrás e á frente com indicação 360 graus e suspensão pneumática adaptativa.

O Audi E-Tron tem três nívis de energia definidos através das patilhas atrás do volante: Nível 1 – roda livre; Nível 2 – baixa desaceleração (até 0,1G) e Nível 3 – elevada desaceleração (até 0,3 G).

A linha Advanced acrescenta elementos em cor de contraste Cinzento Manatthan, jantes de liga leve de 20 polegadas (250/50 R20) e proteções inferiores da carroçaria. A versão S-Line adiciona pintura integral, jantes de liga leve de 20 polegadas com pneus 255/50 R20, proteções inferiores e para choques dianteiro e traseiro S-Line.

Pode escolher, na lista de opcionais, os espelhos retrovisores virtuais, as câmaras colocadas em pequenos braços (que ajudam a aerodinâmica e aumentam a autonomia em 10 km) que enviam imagens de alta definição par ecrãs de 7 polegadas colocados no forro da porta.

O interior mostra três ecrãs de generosas dimensões: 10,1 polegadas para o sistema de info entretenimento e 8, polegadas para o controlo do sistema de climatização e outras funções. O banco traseiro perde 20 mm na altura do banco ao tejadilho, menos do que a forma da carroçaria fazia crer. A bagageira tem 555 litros de capacidade e um “frunck” à frente, com 60 litros de capacidade.

Carrega rápido!

O E-Tron, num carregador rápido e potente de 150 kW, consegue recarregar 100% da bateria em apenas 45 minutos, com 80% da carga a ser alcançada em 30 minutos. O que é uma boa vantagem face aos adversários que precisam de hora e meia. Mas, convirá não esquecer, que fora dos carregadores rápidos, o tempo é diferente. Num carregador de 11 kW, cada hora de carga equivale a 33 km de autonomia. Ou seja, chega a 85% da carga em 7 horas. Numa ficha de 22 kW, são precisas 5 horas. Numa ficha convencional, doméstica, o tempo de carga é de 40 horas. O Audi E-Tron tem outra enorme vantagem que é ser Classe 1 nas portagens.

Em suma, o Audi E-Tron é um carro totalmente conectado, 100% digital, tem autonomia até 400 km e promete uma boa dinâmica. Agora resta conhecer o carro, mas isso, só mais para diante. Para já o SARS Cov-2 não deixa fazer mais que isto.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)