Audi e-tron Sportback já está disponível no mercado nacional a partir de 72.618€

By on 7 Abril, 2020

O primeiro Sportback totalmente elétrico da gama Audi é um SUV desportivo, elegante e eficiente com 408 CV, 446 km de autonomia e preço a partir de 72.618 euros.

A casa de Ingolstadt continua a defender o conceito, ou estratégia, como entenderem, “O Futuro é Elétrico”. Aliando a mobilidade elétrica à conectividade e à digitalização, o novo Audi e-tron Sportback é, para a casa dos anéis, a reinterpretação do estilo de um coupé que combina estilo desportivo com versatilidade. Destaca a propulsão totalmente elétrica, cadeia cinemática que em conjunto debita 408 CV e oferece, segundo o protocolo WLTP, uma autonomia de 446 km.

O e-tron Sportback combina as valências de um SUV com a elegância reconhecida aos coupés de cinco portas. Olhando para o novo modelo, percebe-se uma generosa superfície vidrada que “cai” de forma abrupta para um pequeno lábio colocado no topo do portão traseiro. As cavas das rodas musculadas e uma linha de cintura elevada, juntamente a frente típica da Audi com a enorme grelha Singleframe ladeada por faróis agressivos e nichos laterais, além de uma generosa entrada de ar por baixo da grelha. Os faróis LED Matrix destacam-se no e-tron Sportback, bem como a aerodinâmica, com apenas 0,25 de coeficiente de arrasto. Isto oferece mais 10 km de autonomia que no Audi e-tron. Para isso, existe um grelha ativa (que altera a abertura da mesma consoante as necessidades) e várias medidas para reduzir o arrasto e melhorar a autonomia. 

Os espelhos podem ser substituídos por câmaras que refletem imagens em dois ecrãs de alta definição de 7 polegadas colocados nos extremos do tabliê. O carro tem 4901 mm de comprimento, 1935 mm de largura e 1616 mm de altura. 

O Audi e-tron Sportback 55 quattro tem dois motores elétricos, um em cada eixo, assíncronos alimentados por corrente trifásica. O sistema tem vários patamares de potência: no modo D, o carro oferece 360 CV e 561 Nm de binário (chega dos 0-100 km/h em 6,6 segundos), no modo Boost, debita 408 CV e 664 Nm de binário no máximo de 8 segundos. Nesses 8 segundos, vai dos 0-100 km/h em 5,7 segundos e chega aos 200 km/h, limitados eletronicamente.

Caixas de engrenagens planetárias de dois estágios e uma relação transferem o binário aos eixos respetivos. O sistema quattro regula de forma contínua e variável a distribuição ideal do binário entre os dois eixos, funcionando, principalmente, com o motor traseiro. Necessidade de mais potência, entre em ação a tração integral com a utilização do motor dianteiro. O sistema monitoriza constantemente e de forma preventiva, as condições da estrada para deitar mão da ajuda da eletrónica. A distribuição de peso é de 50/r50 entre os dois eixos.

O carro tem suspensão pneumática (que pode variar a altura ao solo até 76 mm), sistema de vectorização de binário e distribuição de binário com prevalência no eixo traseiro. O controlo eletrónico de estabilidade tem quatro fases com modos Offroad e Sport. O Audi drive select há sete perfis diferentes. De série, o Audi e-tron Sportback 55 quattro tem jantes de 19 polegada, existindo a opção por unidades de 22 polegadas. 

A bateria do carro tem uma capacidade de 95 kWh com tensão nominal de 396 volts, com sistema de recuperação agressivo que é responsável pela recuperação de até 30% do nível de carga. Em 90% das travagens, os motores elétricos cuidam disso com forte regeneração de até 30% do volume da carga da bateria. Por exemplo, lançado a 100 km/h, em caso de travagem o modelo pode recuperar 300 Nm/220 kW. É um valor recordista e o sistema de travagem hidráulico só é acionado caso a desaceleração for superior a 0,3G. O modelo tem bomba de calor para reduzir o consumo de energia.

O e-tron Sportback tem, de série, carregamento até 11 kW, o que significa um tempo de carregamento de 8,5 horas. Num carregamento a 11 kW e a bateria com menos de 85% da carga, cada hora ligado à corrente oferece 33 km de autonomia. Ou seja, 85% da carga é alcançada em 7 horas. Há dois tipos de carregamento em casa: com apenas 10 amperes e 2,3 kW de potência, são necessárias 40 horas para recarregar a bateria. Com 7,2 kW esse tempo é reduzido para 25% e a 22 kW apenas 5 horas. Mas para isso, terá de ter um segundo carregador interno, opcional.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)