Camiões deverão ser o próximo alvo da eletrificação

By on 23 Dezembro, 2020

A eletrificação tem sido a palavra de ordem em praticamente todos os segmentos da indústria automóvel e agora parece que chegou a vez dos camiões, tudo com o objetivo de se atingir a neutralidade carbónica na Europa em 2050.

A Associação dos Construtores Europeus de Automóveis e o Instituto Potsdam para a Pesquisa do Impacto das Alterações Climáticas emitiram inclusivamente uma declaração onde expressam o compromisso de não comercializar nenhum camião a gasóleo a partir de 2040.

A importância dos veículos comerciais ligeiros e pesados é reconhecida e assim, sendo essenciais para a sociedade atual, é obrigatório que algo seja feito para reduzir o seu impacto, uma vez que alguns deles têm, na verdade, consumos de combustível proibitivos.

Porém, as empresas de transporte de mercadorias não vão aderir à transição energética enquanto os motores Diesel continuarem a ser a opção mais viável. E para que a eletrificação seja uma realidade, o investimento na infraestrutura necessária, segundo Henrik Henriksson, presidente da ACEA e CEO da Scania, poderá atingir algo como os 80 mil milhões de euros. Esta deverá incluir carregadores mais poderosos, bem como estações de abastecimento de hidrogénio para camiões equipados com tecnologia fuel cell.

Ambas as organizações defendem que o processo deverá ser rápido, transmitindo a confiança de que as empresas do setor necessitam para aceitarem a eletrificação como uma opção viável. Estas defendem igualmente um sistema de portagens e de fiscalidade com base na eficiência energética dos camiões.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)