Citroën ë-C4 X mistura diversos conceitos para oferecer algo diferente

By on 4 Julho, 2022

A Citroën continua apostada em descobrir novos conceitos e formatos, que acabam por dar origem a modelos como o novo C4 X. Oferece as características de um SUV, com o espaço de um familiar.

Depois de uma enorme missão no mundo dos SUV, que ainda se mantém, marcas como a Citroën continuam a explorar novos formatos e novas apostas para o mercado. O novo C4 X é um misto de conceitos, com ideias provenientes de modelos que, provavelmente, nunca juntaríamos, mas que acabaram por resultar em algo que até não nos parece nada mal, ainda que seja algo… diferente.

Imagine que tudo começa com um Citroën C4. Afinal, é esta a base do projeto e a mesma plataforma e se olharmos para os dois modelos de frente, nem sequer vamos conseguir descobrir diferenças entre os dois. Mas este novo modelo, acrescenta a letra X à sua designação, com diferenças que apenas são visíveis desde a porta traseira até ao final da parte de trás. Ao longo dos seus 4,6 metros de comprimento, mantém-se a maior altura ao solo e as diversas proteções na zona inferior dos para-choques, nas cavas das rodas e nas embaladeiras, mesmo ao estilo de um SUV. Mas depois, na parte superior da carroçaria, descobrirmos uma berlina de quatro portas, com uma linha de tejadilho elegante, que tenta absorver o terceiro volume como se fizesse parte de todo um conjunto e não fosse um compartimento à parte.

Na secção traseira, é mesmo onde está a grande diferença face ao Citroën C4 que já conhecemos. Em vez de uma quinta porta na carroçaria, temos uma abertura para um compartimento de carga com mais de 500 litros de capacidade e um desenho de carroçaria completamente reorganizado, onde mal se notam os 24 centímetros de diferença no comprimento, face ao C4. A matrícula passou para uma posição inferior e mesmo ao centro, está agora o logo do Double Chevron e as letras que compõem a palavra Citroën. As óticas traseiras em LED contam com um desenho mais elegante e depois de tudo somado ficamos com um modelo mais distinto e até com um toque mais conservador face ao C4, ainda que, mais uma vez, um pouco diferente do habitual.

Nas questões mais dinâmicas, a maior distância ao solo permite adotar jantes de maiores dimensões, mas também pneus com um perfil mais generoso. E se tudo isso fizer parceria com as suspensões Advanced Comfort da Citroën com batentes hidráulicos progressivos, em vez dos mecânicos mais tradicionais, fica garantida a nota de conforto no habitáculo, onde o espaço também sai bastante beneficiado, mesmo com uma distância entre eixos precisamente igual à do C4.

A bordo do novo Citroën ë-C4 X, os assentos seguem a linha de equipamentos Advanced Confort que, além de serem mais largos e bastante acolhedores, também incluem um revestimento com uma espuma especial reforçada de 15 mm. Com esta solução, os assentos ficam com um visual mais acolhedor, como os sofás que temos em casa, mas que também oferecem uma postura correta, perfeita para viagens mais longas, por exemplo. Nos lugares traseiros, há a possibilidade de contarmos com a função de aquecimento, ideal para os dias mais frios do ano, algo que também acontece nos lugares da frente, mas com a adição da função de massagens, que acabam por nos oferecer uma maior dose de conforto.

Também nos lugares dianteiros, é onde temos o melhor acesso ao monitor tátil existente no topo da consola central, que agrega a maioria das funções e informações do ë-C4 X, uma vez que a instrumentação está resumida ao essencial. É através deste monitor que podemos descobrir as novas soluções de conectividade, mas também aceder aos diversos sistemas multimédia.

A gama C4 X e ë-C4 X será composta por três motorizações a gasolina e uma diesel, além da totalmente elétrica que será a única a ser comercializada em diversos países, tais como Portugal. Ao nosso mercado, não chegará o C4 X e apenas o ë-C4 X, uma vez que marca considera que esta é também uma forma de acelerar a transição para um novo mundo de automóveis totalmente eletrificados ou 100% elétricos.

E assim, apenas com a versão 100 por cento elétrica, o ë-C4 X, podemos contar com um modelo capaz de percorrer cerca de 360 quilómetros com apenas uma carga de bateria, graças à presença de um sistema que inclui um motor com 136 cavalos de potência e 260 Nm de binário, mas também uma bateria de 50 kWh com garantia de oito anos ou 160 mil quilómetros. Os preços deste novo ë-C4 X ainda não estão totalmente definidos, ainda que seja relativamente fácil de prever que não deverão ficar muito afastados dos já registados na gama C4 sem o X. O início das encomendas e a chegada das primeiras unidades deverão acontecer até ao final deste ano.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)