Depois da E-Transit, a Ford mostra-nos a mais requintada E-Tourneo

By on 22 Novembro, 2022

Destinada mais aos momentos de lazer do que aos de trabalho, a Ford E-Tourneo foi concebida essencialmente para o transporte de passageiros.

Depois da Ford Pro nos ter surpreendido com a sua E-Transit e com um novo conjunto de serviços que poderão ser adaptados às necessidades de qualquer empresa, chega agora a vez da E-Tourneo. Em vez de carga, dá mais destaque ao transporte de passageiros, sendo um shuttle perfeito, ou de uma família mais numerosa, transformando-se quase numa sala de estar que poderá levar consigo em viagem. E sim, o ‘E’ quer dizer que está inserida na nova família de modelos totalmente elétricos da marca da oval azul, quer seja no ambiente mais luxuoso da versão Titanium X, ou com o ambiente mais aventureiro da opção Active.

Aliás, é a própria Ford a referir que este modelo foi pensado tanto para clientes particulares, como para empresas, que poderão usufruir de um habitáculo muito espaçoso com capacidade para transportar até oito pessoas. Todos os assentos traseiros estão instalados em calhas, podendo ser regulados na longitudinal consoante seja necessário, ou mesmo virados para trás, com três filas possíveis ao longo da largura do habitáculo.

Da E-Transit foi herdada a original solução do volante basculante, que se pode transformar numa mesa de trabalho ou de refeição, mas esta E-Tourneo também conta com portas laterais de comando elétrico mãos-livres, um sistema de áudio da B&O, chaves digitais, a possibilidade de optar por um enorme teto panorâmico em vidro e diversos outros equipamentos que fazem a diferença face à versão de trabalho. Aliás, na E-Tourneo, os níveis de conforto foram melhorados com a adoção de uma suspensão traseira independente e pela arquitetura otimizada do chassis, mas também pela altura inferior do piso, pela presença de um novo degrau lateral integrado para facilitar a entrada e o carregamento e pela maior abertura da porta lateral deslizante e do portão traseiro.

A gama de motores dá obviamente destaque à versão totalmente elétrica, que inclui a mesma tecnologia de célula de bateria de alta densidade da Ford F-150 Lightning, numa bateria cuja potência utilizável é de 74 kWh. Quanto ao motor, é uma unidade com 218 cavalos de potência, que contribui para uma autonomia máxima em torno dos 370 quilómetros. Para carregar o sistema, a Ford incluiu um carregador preparado para AC e para DC, com uma potência de carga máxima de 125 kW.

Além do motor elétrico, a nova Ford Tourneo também contará com a presença de uma versão híbrida plug-in, equipada com um motor a gasolina de 2,5 litros com ciclo Atkinson e um elétrico capaz de percorrer mais de 50 quilómetros sem usar a primeira opção. E depois, num modo mais tradicional, continuarão disponíveis as opções diesel EcoBlue, com três patamares de potência (136, 150 e 170 cavalos), que podem ser combinados com uma caixa de velocidades manual de seis relações, ou com uma automática de oito relações.

Outra das novidades da gama Tourneo é a presença de uma versão Active, de visual mais aventureiro, com cavas das rodas com acrescentos em plástico e pára-choques mais reforçados, que pode mesmo receber um sistema de tração integral.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)