A SuperVan 4.2 da Ford que bateu recordes em Bathurst
O plano de Joe Biden para os veículos elétricos está a ser revisto

Ford prevê que em 2030 metade do seu volume de vendas mundiais seja de veículos elétricos

By on 3 Abril, 2023

A Ford publicou o seu relatório financeiro e sustentabilidade integrado, onde detalha o progresso em direção à neutralidade carbónica e do seu compromisso de uma cadeia de abastecimento dos veículos elétricos responsável.
Novos dados sugerem ao construtor norte-americano que está no bom caminho para atingir a neutralidade carbónica o mais tardar em 2050 entre os veículos fabricados, as suas operações e na cadeia de abastecimento. No relatório de 2023, a Ford revela que segundo os novos dados, os veículos elétricos Ford podem reduzir em 60% as emissões de dióxido de carbono comparativamente com um veículo com motor de combustão interna semelhante.
Em todo o mundo, a Ford está a dedicar mais de 50 mil milhões de dólares (cerca de 46 mil milhões de Euros) entre 2022 e 2026 para o desenvolvimento e produção de veículos elétricos e de baterias. A marca assegura que alcançará 600.000 veículos eletrificados anualmente até ao final de 2023 e mais de 2 milhões até ao final de 2026. Até 2030, a Ford prevê que metade do volume mundial de vendas de veículos seja de veículos elétricos.
Segundo este relatório agora publicado, a nova F-150 Lightning – a pickup eléctrica mais vendida nos Estados Unidos da América – a redução de dióxido de carbono é equivalente ao dióxido de carbono poupado ao não utilizar aproximadamente 33.225 L de gasolina.
A Ford vai lançar o programa ‘Road to Better’, que é o seu compromisso para “construir um futuro de transporte equitativo, onde cada pessoa é livre para se deslocar e perseguir os seus sonhos”.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)