Nissan Ariya é ousado, tem até 500 km de autonomia e chega em 2021

By on 15 Julho, 2020

O segundo carro 100% elétrico da Nissan é a charneira para a nova vida da casa japonesa, chega ao mercado no próximo ano e oferece até 395 CV com uma condução… “excitante” segundo a Nissan.

Quando o AUTOMAIS esteve presente no Salão de Tóquio de 2019 e, depois, na sede da Nissan em Yokohama, teve a oportunidade de ver, ao vivo e a cores, o Ariya finalizado e pronto para ser revelado. Na ocasião, o AUTOMAIS perguntou a Giovanny Arroba, o responsável pelo desenho do Ariya e parte do departamento de estilo da Nissan liderado por Alfonso Albaisa, por que razão o Ariya era tão diferente dos restantes carros da Nissan. “Porque é um novo começo” referiu o estilista, com Albaisa a reforçar a ideia que “este é um carro que representa o futuro da Nissan, sendo ousado, excitante e com algumas surpresas.” 

Volvidos nove meses desde essa conversa e a oportunidade de ver o Ariya finalizado e mais alguns produtos da Nissan que estão a caminho, a casa de Yokohama acaba de lançar o novo Ariya que, como o AUTOMAIS já tinha esclarecido, é igualzinho ao protótipo que foi sendo revelado ao longo destes meses. Um carro ousado que, nas palavras de Makoto Uchida, CEO da Nissan, “representa uma nova era para os veículos elétricos” ao combinar elevados níveis de tecnologia com uma condução “excitante”. 

Rival de modelos como o Tesla Model Y ou o VW ID.4, o Nissan Ariya restará acima do Leaf e é instrumental para que a casa japonesa dê a volta por cima, agora debaixo de uma liderança cada vez mais bicéfala como ficou claro durante a apresentação virtual feita desde o Japão, com Makoto Uchida (CEO) e Ashwani Gupta (COO) a dividirem o trabalho de revelação do Ariya. Mas coube a Uchida a revelação da nova identidade da Nissan, com um novo logótipo, moderno e mais facilmente reconhecível nas redes sociais e nos meios virtuais.

Virtualmente igual ao protótipo

Como referimos, o Ariya é, virtualmente, igual ao protótipo revelado no Salão de Tóquio e mostra a nova identidade da Nissan, com um novo estilo “elegante, perfeito e fresco.” Por baixo do manto está a nova plataforma CMF-EV da Aliança Renault Nissan Mitsubishi, estreada exatamente com o Ariya. 

Para Aswani Gupta, o novo Nissan é o começo de “um novo capítulo para a Nissan.” O executivo indiano disse que a empresa “trabalhou muito para aumentar o aspeto do prazer de condução da mobilidade elétrica. O Ariya não é só um ótimo crossover elétrico, é, também, um grande automóvel, uma verdadeira força que nos levará ao futuro.”

Gama com quatro versões diferentes

A gama do novo modelo elétrico da Nissan será composta por cinco versões diferentes com tração traseira e um único motor, ou integral com dois motores e baterias entre os 65 kWh e os 90 kWh (respetivamente, 63 e 87 kWh utilizáveis).

A versão com um único motor e a bateria de 63 kWh, oferece 217 CV e uma autonomia de até 450 km, enquanto que com a bateria de 87 kWh, a potência é 242 CV e a autonomia passa para até 610 km. As duas versões de tração traseira têm 300 Nm de binário, aceleram dos 0-100 km/h em 7,5 e 7,6 segundos, respetivamente, com a velocidade máxima limitada as 180 km/h.

Já o Ariya com tração integral oferece dois motores (um em cada eixo) e dois níveis de potência, consoante a bateria de 65 ou de 90 KWh: 340 e 394 CV, suficientes para chegar dos 0-100 km/h, respetivamente, em 5,4 e 5,1 segundos, com velocidade máxima de 200 km/h e autonomias entre os 430 e os 580 km. Esta versão de dois motores do Ariya é composta pela nova cadeia cinemática elétrica da Nissan, o e-4orce cujo sistema de tração integral é, diz a Nissan, o “herdeiro espiritual do GT-R”. Uma das soluções do sistema permite usar a função de regeneração do motor colocado no eixo traseiro para minimizar o afundar ou o levantar da frente em travagem ou aceleração, oferecendo um maior conforto. O sistema de regeneração de energia “e-pedal” do Leaf está disponível no Ariya, ou seja, é possível andar em cidade ou em estrada apenas com a utilização do pedal de acelerador, sem recorrer à travagem.

Para a condução, o Nissan Ariya está dotado de três modos de condução ao qual é adicionado um quarto modo, nas versões e-4orce: Standard, Sport e Eco e o Snow.A Nissan reclama o facto do posicionamento das baterias entre a distância entre eixos do carro, permite uma repartição de pesos (o Ariya pesa entre os 1900 e os 2200 kgs) de 50/50 e um fundo totalmente plano para ajudar na aerodinâmica. 

Para o responsável pelo desenvolvimento do Nissan Ariya, Makoto Fukuda, “o nosso foco não foi apenas assegurar uma aceleração rápida, mas também uma performance que seja capaz de ser usada numa ampla palate de condições de condução.”

O Ariya tem 4595 mm de comprimento, 1850 mm de largura e 1655 mm de altura, com uma distância entre eixos de 2775 mm, tendo as rodas colocadas nos extremos da carroçaria. Quer isto dizer que tem a mesma volumetria do ID.4, provando que a Nissan olhou para o coração do segmento dos crossover 100% elétricos. A suspensão é multibraços no eixo traseiro.

Estilo ousado

O Ariya destaca-se pelo estilo ousado, mas muito bem conseguido (parabéns Gio Arroba!), onde a frente domina com o novo “shield”, a tradional forma em V da grelha. Com a ausência de motor térmico para refrigerar, a frente do Ariya exibe um escudo onde predomina o padrão “kumiko” 3D, que nos mercados que autorizem, terá o novo logótipo da Nissan iluminado por 20 LED. Os faróis rasgados e as luzes diurnas LED completam um conjunto musculado. O carro tem um perfil esguio com o pilar A a inclinar bastante para fazer uma linha arredondada, sem interrupções, até ao pilar C, com uma linha de cintura única que liga a frente á traseira, deixando a lateral muito limpa. As cavas das rodas são redondas e protegidas por plástico preto que se une à parte inferior do para choques dianteiro, as proteções das embaladeiras e a parte inferior do para choques traseiro. O tejadilho e os pilares também são pintados de preto. O pilar C tem um desenho específico, um spoiler colocado no topo do portão traseiro de generosas dimensões (também lá estão as duas antenas barbatana de tubarão”) e a barra de luz que une os dois farolins. As jantes são de 19 ou 20 polegadas.

Interior minimalista

A Nissan ousou, também, no interior, com um painel de instrumentos digital e um ecrã do sistema de info entretenimento de generosas dimensões, integrados numa asa comum à semelhança do que faz a Mercedes. O minimalismo é refletido no desaparecimento de todos os botões físicos, substituídos por sensores hápticos e capacitivos incorporados no tabliê e invisíveis.

Por baixo do painel de instrumentos está um porta luvas e a consola central move-se com tudo o que nela está integrado, oferecendo mais espaço entre os bancos e preparando o próximo passo da condução autónoma (o Ariya está equipado com a mais recente geração do ProPilot). A meio do carro e por cima das saídas de ar da ventilação, o ecrã de 12,3 polegadas tem o mesmo tamanho que o painel de instrumentos frente ao condutor, com novos grafismos, reclamando a Nissan que o “head up display”, a cores, oferecido é o maior do segmento.

Com tanta tecnologia, não espanta que o Ariya esteja equipado com um elevado nível de assistência à condução, nomeadamente, o ProPilot e todas as funções como o “lane assist” e o “cuise control” adaptativo, para além de oferecer de série todos os sistemas do Nissan Safety Shield. O sistema de info entretenimento está ligado á assistente da Amazon, a Alexa, tem novo comando por voz (olá Alexa) e o proprietário do carro pode mandar acender as luzes de casa, por exemplo, via a Alexa e as soluções de casa inteligente que disponha. Tem uma aplicação que permite controlar, remotamente, o estado da bateria, e o facto de ter conectividade 4G a bordo, permite atualizações de software via internet, sem necessidade de ir ao concessionário e á oficina. O carro terá uma chave inteligente.

Os carros com baterias de 63 kWh carregam numa “wallbox” de 7,4 kWh, os equipados com baterias de 87 kWh, têm carregador de 22 kWh, sendo capaz de carregar em formato rápido de 130 kWh. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)