Polestar revela mais detalhes do protótipo Precept

By on 7 Abril, 2020

O Precept oferece a visão da Polestar em três áreas distintas: sustentabilidade, tecnologia digital e design.

A Polestar diz que o nome Precept foi escolhido pois enfatiza o papel do automóvel na intenção da casa chinesa em constituir-se como uma marca de performance elétrica contemporânea. Enfim, para a Polestar, o Precept é um manifesto do que está para chegar, uma declaração. 

A utilização de compósitos na parte posterior dos bancos e nos painéis representa uma melhoria em relação aos materiais convencionais pois são 50% mais leves e reduzem em 80% os resíduos de plástico quando comparados com estes últimos. Alguns pormenores incluem ainda a utilização de materiais reciclados: garrafas de plástico nas costuras dos bancos, rolhas nos encostos de cabeça e apoios laterais e, redes de pesca nos tapetes.

Estes materiais, combinados com arte digital, definem, reclama a Polestar, um novo conceito de luxo que quer ir além do habitual couro, madeira e cromados.

Quanto às três áreas chave cuja visão da Polestar é oferecida com este Precept, são detalhadas da seguinte forma pela marca:

Sustentabilidade

Destaque para novos materiais com tecnologia de luxo que permitem uma redução do imacto ambiental; interior vegan com materiais reciclados; a Polestar trabalha em conjunto com a Bcomp para integrar o compósito natural à base de linho, que tem sido amplamente utilizado para substituir muitos plásticos virgens; o material composto reduz o peso dos componentes internos em 50% com uma redução de 80% no plástico; a tecnologia “powerRibs” da Bcomp é inspirada nas veias das folhas, oferecendo rigidez com baixo peso; o material compósito “ampliTex” da Bcomp é reforçado pelo “powerRibs” para criar componentes fortes e rígidos que podem reduzir as vibrações em até 250% e ter um melhor desempenho durante um impacto; as capas dos assentos são tricotadas em 3D a partir de garrafas PET 100% recicladas em uma única linha; garrafas de plástico recicladas para o tecido de revestimento 100% reciclado; tapetes Econyl de Nylon 6, recuperados de redes de pesca e, finalmente, os resíduos e a cortiça reciclada da indústria do vinho são convertidos em vinil para almofadas e apoios de cabeça.

Tecnologia digital

Assinala-se a evolução do sistema de info entretenimento baseado no Android utilizado pela primeira vez no Polestar 2; interface digital de 15 polegadas que reconhece o condutor após a identificação, com configurações e conteúdo pessoal autenticados pela Polestar Digital Key; utilização do Google Assistant com tecnologia avançada em mais idiomas, com melhor interpretação do dialeto local e experiências mais personalizadas; os serviços de streaming de vídeo ficarão disponíveis quando estacionado ou em modo de carregamento; os sensores de proximidade ajustam o que é mostrado na tela, dependendo do local da mão do utilizador – o brilho e o conteúdo da tela ajustam-se de acordo com os movimentos e a necessidade de mais ou menos informação; monitor horizontal de 9 polegadas contém informações vitais e está vinculado ao rastreamento ocular; o rastreamento ocular monitoriza o local onde o condutor está a olhar e ajusta a maneira como as informações são apresentadas – menores e mais detalhadas quando o motorista está focado na tela, e informações vitais maiores, mais brilhantes e vitais quando este está focado na estrada, finalmente,  o Google Maps e o ADAS (Sistema Avançado de Assistência à Condução) estão integrados num sistema que permite manobras mais seguras e previsões mais precisas com base nas condições de tráfego, e mostradas num gráfico combinado no visor do condutor.

Estilo

No que toca ao estilo, há uma nova direção para a linguagem de estilo da Polestar; o estilo evoluiu para considerar a sustentabilidade e a tecnologia como fontes de inspiração, em vez de olhar para as referências históricas da indústria automóvel; a asa dianteira, integrada ao capot, melhora o fluxo de ar, reduzindo a turbulência; os dutos de ar por detrás das rodas dianteiras permitem que o ar saia e contribuem para um fluxo mais laminar na lateral do automóvel; os dutos de ar na frente e por detrás das rodas traseiras contribuem para o arrefecimento dos travões, bem como para a despressurização; as jantes de 22 polegadas apresentam pastilhas aerodinâmicas; o “martelo de Thor” presente nos faróis dianteiros divide-se agora ao longo da borda horizontal, uma evolução da assinatura Polestar; sequências de luzes de boas-vindas e de despedida são inspiradas por eventos astronómicos; da respiração à visão: o “SmartZone” substitui a grelha dianteira tradicional pelos elementos necessários para o Pilot Assist; superfícies brilhantes e mate – dentro de uma cor ou alternando entre materiais; as tecnologias de sensor e de iluminação, bem como os materiais de alta tecnologia, servem como um novo conjunto de detalhes premium onde se deixam de usar estereótipos como cromados, couro e madeira.

Um protótipo impressionante que deixa antever um futuro na Polestar com integração destas três áreas ara a realização de uma berlina de topo que se vem juntar ao Polestar 1, coupé desportivo e ao Polestar 2, um compacto. 

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)