Rimac Nevera completou duas semanas de testes de Inverno no centro da Pirelli

By on 12 Abril, 2022

O superdesportivo elétrico com quase 2000 cavalos de potência terminou duas semanas intensas de testes no Pirelli Sottozero Centre, no norte da Suécia.

O Rimac Nevera continua a sua fase de testes e acaba de alcançar uma nova meta, o final dos testes de Inverno realizados pela marca no centro de testes da Pirelli, perto do Ártico, no norte da Suécia.

Nesta área, as temperaturas sentidas durante o dia não eram más e por essa mesma razão, a equipa da Rimac efetuou mesmo a grande maioria dos testes à noite, ou ao amanhecer. Em temperaturas negativas, foram afinados sistemas como o ABS, o ESP e a vectorização de binário, tão importante num carro com 1914 cavalos.

O novo modelo da Rimac já conta com a homologação para o mercado europeu e para os Estados Unidos, mas ainda antes do início das entregas aos clientes, a marca quis efetuar um conjunto de afinações finais, de forma a garantir que tudo está a funcionar da melhor forma possível.

A produção do Rimac Nevera está limitada a apenas 150 unidades, todas elas equipadas com um conjunto de baterias com 6960 células e 120 kWh. A potência máxima declarada é de 1914 cavalos e o binário ronda os 2360Nm, o que se traduz em prestações como os 412 km/h de velocidade máxima e 1,85 segundos para acelerar dos 0 aos 100 km/h.

O novo Rimac Nevera já foi mesmo verificado e declarado o modelo de produção com a aceleração mais rápida em todo o mundo. E não é a Rimac a afirmá-lo, é mesmo uma organização independente.

Miroslav Zrnčević, Bugatti Rimac Chief Test and Development Driver, disse: “Testes numa superfície de baixa aderência como esta permitem-nos fazer observações consistentes e precisas sobre a forma como os nossos sistemas estão a funcionar a baixas temperaturas. As coisas acontecem muito mais lentamente do que aconteceriam no asfalto, e temos pistas de testes uniformes e suaves para sabermos que os dados que obtemos não são afetados por imperfeições da superfície ou oscilações de temperatura. Após estas duas semanas de testes, estamos felizes por ver exatamente os resultados que queríamos alcançar“.

Mate Rimac, CEO do Grupo Rimac, afirmou: “Para nós, este processo de testes de Inverno foram uma oportunidade de colocar os últimos 0,1% de polimento no Nevera, assegurando que é perfeito assim que os nossos proprietários começarem a recebê-los em apenas alguns meses. Mesmo após duas semanas passadas a temperaturas de cerca de -15°C (5°F), e um regime de testes bastante exigente, o nosso protótipo esteve a 100% ao longo de todo o processo, pelo que sabemos que todos os nossos sistemas principais podem funcionar de forma fiável mesmo em condições extremas.

O que também queríamos desenvolver era um carro que pudesse ser conduzido e apreciado mesmo por alguém que não seja o piloto mais experiente, mas que oferecesse o mesmo prazer aos mais experientes. Encontrar esse equilíbrio de criar uma condução gratificante, mas segura, num carro de 1.914cv com quatro motores elétricos independentes, ao mesmo tempo que construímos um chassis de vanguarda, tem sido o nosso objetivo desde o primeiro dia, e à medida que as nossas fases finais de testes chegam ao fim, posso dizer com confiança que foi exatamente isso que conseguimos com o Nevera“.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)