Road Trip de Los Angeles a Las Vegas num Mini totalmente elétrico

By on 21 Setembro, 2022

Viajar de carro elétrico é cada vez mais uma realidade, em vez de ser “apenas” uma aventura. E de Los Angeles a Las Vegas, são 450 quilómetros de estradas montanhosas e deserto com paisagens incríveis.

Desde a praia de Santa Monica até à Strip de as Vegas são 450 quilómetros de distância, e uma grande maioria destes, por estradas mais retorcidas em que o chassis de um Mini é um brinquedo perfeito. E agora, neste novo mundo eletrificado, tudo pode mesmo ser feito quase em silêncio, uma vez que a rede de carregadores da Califórnia é bastante completa e dificilmente deixará alguém apeado. É o que aprendemos com a Road Trip efetuada pela Mini entre estas duas enormes cidades dos Estados Unidos e que achámos interessante trazer até aqui.

Los Angeles.

A manhã na praia de Santa Mónica pertence aos surfistas. Olhando para as brilhantes ondas do Pacífico, a ruidosa Los Angeles na costa sudoeste da Califórnia parece muito distante. No entanto, no MINI Cooper SE são apenas necessários 30 minutos desde as casas de praia coloridas ao longo da Ocean Avenue até ao extremo oriental de LA. Pouco antes de San Bernardino, dirigimo-nos para norte pela Interstate Highway 15 até Las Vegas. Aqui, a Route 66, lendária desde o filme “Easy Rider” com Paul Newman e Dennis Hopper, levou em tempos exploradores de espírito livre a novas aventuras em quase 4.000 km de autoestrada.

Na rota através da paisagem verde das montanhas em redor do Monte Baldy, o MINI Electric pode realmente mostrar o que vale. Enquanto no vale, o tráfego da metrópole quase pára durante a hora de ponta, o MINI Cooper SE é simplesmente um prazer de conduzir enquanto curva suavemente, abraçando a estrada com a ajuda da bateria de iões de lítio de alta tensão com 32,6 kWh de capacidade instalada sob o piso.

O sistema de regeneração de energia através da travagem, que pode ser regulado em duas fases, desacelera o carro fortemente assim que o condutor tira o pé do acelerador, nas curvas. Isto não só facilita a travagem, como também vai carregando a bateria do MINI Cooper SE enquanto se conduz.

Rumo ao deserto Mojave.

Após quase duas horas, o verde das montanhas deu, entretanto, lugar aos fascinantes tons vermelhos e castanhos dos primeiros quilómetros do deserto e é tempo de uma pausa para abastecer, mas com tacos mexicanos, em Victorville. À sombra das palmeiras, o MINI Cooper SE também pode ser carregado a 80 por cento de bateria em apenas 35 minutos num dos carregadores rápidos, antes da próxima etapa em direção ao deserto de Mojave.

Nos 113.300 quilómetros quadrados do Deserto de Mojave, as temperaturas médias são de 45 °C em julho e agosto. E por isso, uma opção muito bem-vinda no MINI Cooper SE é o seu pré-condicionamento, que pode ser ativado remotamente a partir da mesa do restaurante utilizando a aplicação MINI Connected. Isto faz com que o habitáculo do carro já esteja bem mais fresco quando nos sentarmos lá dentro. Os próximos 150 quilómetros levam-nos cada vez mais para a vasta e árida paisagem até Baker. A pequena cidade fica mesmo no meio do Deserto de Mojave e no extremo sul da rota para o Death Valley National Park, sendo uma das áreas mais quentes dos EUA.

Para estar sempre atento às temperaturas recorde aqui, Baker é o lar do termómetro mais alto do mundo a 134 pés e refere-se à temperatura mais alta medida no local de 134° Fahrenheit, que corresponde a 57°C. Não passa despercebido e também aponta corretamente para o próximo carregador rápido em que vamos parar. Num local como este, a energia é obviamente captada de uma forma mais sustentável com a ajuda de painéis solares, além de que estes também proporcionam uma sombra de boa qualidade para os momentos em que temos o carro a carregar.

Temperaturas agradáveis no local mais quente dos EUA.

À medida que avançamos, a autoestrada dá-nos uma vista das majestosas montanhas da cordilheira do Mescal, apenas após alguns quilómetros. O MINI Cooper SE não foi concebido exclusivamente para temperaturas tão extremas como aqui, mas resiste ao teste de calor com distinção. A bateria de alta voltagem permanece fria, tal como o interior, e a energia da bateria cai apenas muito gradualmente. A razão para isto é um sistema de arrefecimento global altamente eficaz que atua de forma particularmente eficiente graças à presença de uma bomba de calor.

Para além das montanhas, a Interstate 15 leva-nos diretamente a Paradise, já nos últimos 80 quilómetros, uma cidade imediatamente a sul de Las Vegas. Parando no imponente Estádio Allegiant, casa da equipa de futebol tricampeã do Super Bowl, os Las Vegas Raiders, o MINI Cooper SE pode ser carregado com o cabo de carregamento Flexible Fast Charger para uma viagem mais descontraída até Las Vegas.

Quando a noite cai, não é necessário nenhum sistema de navegação para encontrar o caminho ruma à lendária “Strip”. Fachadas iluminadas, um mar de luzes de néon e a lendária placa “Bem-vindo à Fabulosa Las Vegas” mostram de forma fiável onde a vida noturna está em alta. Desde a sua primeira abertura, a avenida de 6,8 quilómetros de comprimento tem atraído numerosas estrelas de espetáculo desde Elvis Presley até Britney Spears, Elton John e Lady Gaga. Entre as réplicas perfeitas da Torre Eiffel de Paris, as pirâmides egípcias e os canais de Veneza, o MINI Cooper SE totalmente elétrico encontra o seu caminho quase silenciosamente para o merecido check-in no hotel no final desta Road-Trip.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)