Siemens e Mahle pretendem desenvolver carregamento sem fios para automóveis

By on 13 Setembro, 2022

A Siemens e a Mahle assinaram uma carta de intenção, que serve de início a um projeto conjunto na estandardização dos sistemas de carregamento por indução para automóveis eletrificados.

Com o objetivo de criar uma estrutura competente e que possa ser usada por todos de uma forma simples, a Siemens e a Mahle vão trabalhar em conjunto na estandardização dos sistemas de carregamento por indução. Esta nova cooperação pretende que se alcancem esforços coordenados de normalização junto dos organismos relevantes que atuam nas áreas de pré- estandardização e estandardização. O objetivo é colmatar lacunas, com o propósito de assegurar a plena interoperabilidade entre os veículos e as infraestruturas de carregamento.

“O carregamento sem fios de veículos elétricos está a emergir como um mercado de enorme importância para o futuro. Para além de facilitar consideravelmente a vida aos automobilistas, os quais deixariam de ter de usar cabos e conectores, trata-se de um requisito crucial para a mobilidade autónoma do amanhã. A eficiência dos carregamentos indutivos, sem fios, é comparável à dos sistemas de plug-in”, disse Stefan Perras, responsável pelo Pré-Desenvolvimento e Inovação para Infraestruturas de Carregamento da Siemens AG, acrescentando ainda que “o conhecimento específico da Siemens sobre edifícios e redes elétricas inteligentes coloca-a numa posição única para satisfazer as necessidades dos clientes com soluções abrangentes, ajudando-os a desenvolver, instalar e gerir soluções de carregamento sustentáveis para um futuro melhor”.

Do lado da Siemens, toda a sua experiência relacionada com as estruturas de carregamento será de uma utilidade incrível, da mesma forma que a experiência da Mahle no âmbito de fornecimento de componentes para a indústria automóvel também dará uma enorme ajuda.

“Estamos muito satisfeitos de ter encontrado na Siemens um parceiro forte, o que nos permitirá fazer grandes avanços na área do carregamento por indução. A experiência combinada de ambas as empresas dar-nos-á uma clara vantagem competitiva”, disse Harald Straky, Vice-Presidente para o Desenvolvimento Global em Mecatrónica e Eletrónica na MAHLE.

Desta parceria fazem também parte os mais variados testes de funcionamento deste sistema, seja do lado do ponto de carregamento, como dos componentes existentes em cada automóvel para que seja possível o carregamento por indução.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)