Tesla prepara-se para mais um “recall”, que poderá ser resolvido com atualizações

By on 11 Maio, 2022

A Tesla está novamente em investigação por causa de uma falha nos monitores táteis, que poderão aquecer excessivamente e desligar-se por causa disso.

Segundo algumas informações divulgadas pela NHTSA (National Highway Traffic Safety Administration) dos Estados Unidos, a Tesla vai proceder a um “recall” que envolve cerca de 130 mil automóveis, entre Model S e Model X de 2021 e 2022, mas também Model 3 e Model Y de 2022.

A causa está relacionada com o sobreaquecimento dos processadores principais do sistema durante os momentos de carregamento rápido, que podem levar a que o sistema fique consideravelmente mais lento ou mesmo que o monitor se desligue por causa disso. No caso dos Tesla, a falta de acesso ao monitor tátil faz também com que se perca o acesso a diversas funções essenciais na condução.

Segundo a marca, o problema está a ser corrigido com atualizações de software, que melhoram a gestão de temperatura do sistema e tentam atenuar este problema da melhor forma possível, uma vez que esta falha já tinha sido detetada nos testes de resistência de rotina que efetua regularmente.

Aliás, no início do ano passado, a Tesla efetuou um outro “recall” que também estava relacionado com os monitores táteis, sendo que nesta altura, a falha estava relacionada com a possibilidade de estes poderem ficar escurecidos sem razão aparente. Inicialmente, o construtor americano recusou efetuar esta recolha, mas depois da NHTSA afirmar que os processadores dos monitores tinham um número finito de ciclos e que não duravam tempo suficiente, a Tesla concordou em substituir os processadores.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)