Vendas de elétricos na Noruega superam as de motores de combustão

By on 6 Janeiro, 2021

A Noruega tem sido um dos países em que a adesão à mobilidade elétrica tem sido mais notória. Em 2019, por exemplo, cerca de 42% dos automóveis ali vendidos eram puramente elétricos. Um valor impressionante, sem dúvida.

Mas este país escandinavo foi agora notícia por ter sido a primeira vez que que os elétricos superaram a barreira dos 50%. O mercado automóvel norueguês encerrou 2020 com 54,3% das vendas a serem da responsabilidade dos veículos elétricos, um recorde batido num ano extremamente difícil para todos os países e indústrias.

O que também não é menos impressionante é que se incluirmos os propulsores eletrificados na equação, híbridos plug-in, maioritariamente, o valor sobe para 75%. Apenas 8% dos automóveis vendidos tinham motor a gasolina e 9% um motor Diesel. São valores complemente opostos àqueles registados na maior parte dos restantes mercados.

O Audi e-tron lidera o mercado, seguido pelo Tesla Model 3 e pelo novo Volkswagen ID.3. A Noruega tem o ambicioso objetivo de proibir a venda de automóveis com motores de combustão já em 2025 e parece, cada vez mais, ser possível de o atingir.

Ensaios: consulte os testes aos novos carros feitos pelos jornalistas do Auto+ (Clique AQUI)
Fichas Auto+: consulte as informações técnicas de todos os modelos à venda em Portugal (Clique AQUI)
Pesquisa: procure todos os modelos que pretende através do motor de Pesquisa Auto+ (Clique AQUI)