BMW M3 Competition (G80) – Ensaio Teste

By on 18 Abril, 2021

BMW M3 Competition (G80) – Ensaio Teste

Texto: Guilherme André

Potência e performance em família

O BMW M3 é um clássico na gama da marca bávara. Desde o lançamento do mítico M3 da geração E30 que a sigla é sinónimo de performance, velocidade, tração traseira e uma condução divertida. Agora, a geração denominada G80 marcou pela diferença ao ser a primeira versão do Série 3 a adotar a nova, e controversa, grelha dianteira que, após alguns meses de lançamento, começa a agradar a um maior leque de pessoas, incluindo nós. Neste ensaio testámos a versão mais potente, o M3 Competition, que eleva a potência do motor seis cilindros em linha de 3.0 litros biturbo para os 510 cv e 650 Nm de binário. Tudo isto é acompanhado por um sentido prático algo raro de encontrar em desportivos.


Mais:

Desempenho de motor; condução; sentido prático para um desportivo

Menos:

Alguns opcionais podiam ser de série

Exterior

8/10

Exterior (8/10) É impossível falar do exterior do BMW M3 sem falar do tão polémico design da grelha duplo rim. Quando surgiram as primeiras fotos dos novos BMW M3 e M4, apresentados em conjunto, foi notório que a maioria dos fãs da marca não ficaram apaixonados da nova filosofia da marca bávara. Contudo, os meses vão passando, as fotos começam a aparecer nas redes sociais com maior frequência e as pessoas começam a tolerar a nova dianteira, incluindo nós, mais ainda quando revestida pela cor preta. Esta é acompanhada por um para-choques agressivo e um capot com duas saliências bem vincadas que dão um ar poderoso e cheio de carácter ao desportivo alemão.

A unidade em ensaio recorre à cor verde “Isle of Man” que, na nossa opinião, assenta que “nem uma luva” no M3. Destaque ainda para a inclusão do opcional “Pack M Carbon Exterior” que acrescenta asa traseira, lábio dianteiro, capas dos espelhos e difusor traseiro em fibra de carbono. O toque final são as jantes opcionais de 19 polegadas na dianteira e 20 na traseira.

Interior

8/10

Interior (8/10) Passando para o interior, rapidamente percebemos que não estamos num “Série 3 qualquer”. Num misto entre pele em tons de laranja e carbono, somos “abraçados” por umas bacquets (opcionais) em carbono que garantem uma posição de condução perfeita. O condutor tem dois botões no volante, M1 e M2, que “soltam” toda a emoção que um desportivo destes pode fornecer, mas já falamos disso mais à frente. Atrás, o M3 é, sem dúvida, um desportivo funcional e capaz de transportar dois passageiros adultos sem problemas de espaço. 

Ao nível de tecnologia é em tudo idêntico aos Série 3 “normais”, contudo, recebe um menu específico M e, inclusive, um analisador de Drift. Sim, leu bem, pode analisar parâmetros como duração, distância ou até mesmo ângulo da derrapagem. Sem esquecer que a BMW pontua o seu drift de 0 a 5 estrelas, uma clara demonstração de que a marca bávara conhece o tipo de cliente que procura este tipo de desportivos.

Equipamento

8/10

Equipamento (8/10) Ao nível de equipamento, o BMW M3 Competition tem um recheio satisfatório. Contudo, é extremamente fácil aumentar o preço a pagar com a inclusão de alguns dos opcionais que fazem parte da lista da BMW. A unidade em ensaio está equipada com verde metalizado “Isle of Man” (756€), revestimento em pele laranja Kyalami/preto (1992€), jantes de 19 e 20 polegadas (1943€), fecho automático da bagageira (423€), chave BMW com display (301€), vidros com proteção acústica (171€), pinças de travão BMW M em vermelho (301€), faróis BMW Individual Shadow Line (260€), bancos desportivos M em carbono (3195€), frisos em fibra de carbono (1057€), BMW Laserlight (1285€), Pack M Carbon Exterior (3960€) ou M Driver’s Package (2073€). Tudo isto ajuda a aumentar a fatura em dois dígitos para um total de 150 253€

Consumos

/10

Consumos (7/10) No que diz respeito a consumos, a BMW anuncia uma média de 10,1 l/100 km. Durante o nosso ensaio percebemos que é um valor alcançável com alguma leveza no pé direito e em condições perfeitas. Contudo, se decidir apreciar as qualidades de um desportivo de tração traseira com mais de 500 cv pode esperar algo superior a 15 l/100 km.

Ao Volante

10/10

Ao volante (10/10) Ao volante o BMW M3 Competition consegue garantir ao condutor uma boa versatilidade de utilização. Numa condução diária calma, com recurso ao modo de condução mais contido (Road), o M3 tem uma entrega de potência suave e uma afinação de suspensão não tão firme o que é bom, por exemplo, para ir levar os filhos à escola. Contudo, é quando utilizamos os botões vermelhos presentes no volante, configuráveis ao gosto do utilizador, que percebemos a verdadeira essência da berlina desportiva.

Num trajeto mais sinuoso temos uma grande eficácia e uma resposta pronta ao acelerador. Ao carregar no botão do lado direito, o M2, surge uma mensagem no ecrã central a perguntar se quer iniciar o analisador de Drift. Aqui vai poder configurar, por exemplo, a presença do controlo de tração em 10 níveis distintos para que possa fazer a traseira deslizar até ao um certo ponto em que se sente seguro, com a eletrónica a controlar possíveis falhas do condutor. Ou seja, o BMW M3 Competition ter argumentos para uma utilização diária, garante uma eficácia quase perfeita para utilizar em track days e uma condução divertida graças a uma traseira “atrevida”, mas fácil de lidar graças a uma preciosa ajuda da tecnologia.

Motor

9/10

Motor (9/10) O BMW M3 Competition está equipado com o motor seis cilindros em linha de 3.0 litros biturbo, denominado S58, que debita 510 cv e 650 Nm de binário. Com esta potência é possível, segundo a BMW, acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,9 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada a 250 km/h valor esse que sobe, com a inclusão do opcional M Driver’s Package, para os 290 km/h. Não foram necessários muitos quilómetros para perceber que este motor tem uma resposta pronta ao acelerador, principalmente quando o ponteiro ultrapassa as 3000 rpm. Este é um dos melhores motores da atual gama da BMW e, na nossa opinião, está no carro certo.

Balanço Final

8/10

Balanço final (8/10) Em suma, é uma berlina desportiva que conjuga uma condução divertida e eficaz com o sentido prático semelhante a um Série 3 “normal”. Para além disso, é uma clara demonstração de que a tecnologia pode (e deve) ser utilizada arrancar sorrisos em segurança. Talvez um dos pontos menos positivos do BMW M3 Competition passe pelo preço a pagar pelos opcionais que, em alguns casos, deveriam fazer parte da lista de equipamento de série. O preço base situa-se nos 120 mil euros, mas facilmente sobe para valores bem mais elevados, como é o caso da unidade em ensaio que supera os 150 mil euros.

Concorrentes

Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio – Motor: V6 de 2.9 litros turbo; potência: 510 cv e 600 Nm de binário; tração: traseira; transmissão: automática de oito velocidades; aceleração dos 0 aos 100 km/h: 3,9 segundos; velocidade máxima: 307 km/h; preço base: 112 285€

Ficha Técnica

Motor                                                                            

Tipo: 6 cilindros em linha, gasolina, biturbo

Cilindrada (cm3): 2993

Diâmetro x Curso (mm): 84 x 90

Taxa de Compressão: 9,3 a 1

Potência máxima (CV/rpm): 510/6250

Binário máximo (Nm/rpm): 650/2750-5500

Tração: traseira

Transmissão: automática de 8 velocidades

Direção: Pinhão e cremalheira, assistida eletricamente

Suspensão (ft/tr): Suspensão adaptativa M

Travões (fr/tr): discos perfurados e ventilados / discos perfurados e ventilados

Prestações e consumos 

Aceleração 0-100 km/h (s): 3,9

Velocidade máxima (km/h): 250

Consumos misto (l/100 km): 10

Emissões CO2 (gr/km): 229

Dimensões e pesos 

Comprimento/Largura/Altura (mm): 4794/1903/1433

Distância entre eixos (mm): 2857

Largura de vias (fr/tr mm): 1617/1605

Peso (kg): 1805

Capacidade da bagageira (l): 480

Deposito de combustível (l): 59

Pneus (fr/tr): 275/35 R19 / 285/30 R20

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

Exterior (8/10) É impossível falar do exterior do BMW M3 sem falar do tão polémico design da grelha duplo rim. Quando surgiram as primeiras fotos dos novos BMW M3 e M4, apresentados em conjunto, foi notório que a maioria dos fãs da marca não ficaram apaixonados da nova filosofia da marca bávara. Contudo, os meses vão passando, as fotos começam a aparecer nas redes sociais com maior frequência e as pessoas começam a tolerar a nova dianteira, incluindo nós, mais ainda quando revestida pela cor preta. Esta é acompanhada por um para-choques agressivo e um capot com duas saliências bem vincadas que dão um ar poderoso e cheio de carácter ao desportivo alemão.

A unidade em ensaio recorre à cor verde “Isle of Man” que, na nossa opinião, assenta que “nem uma luva” no M3. Destaque ainda para a inclusão do opcional “Pack M Carbon Exterior” que acrescenta asa traseira, lábio dianteiro, capas dos espelhos e difusor traseiro em fibra de carbono. O toque final são as jantes opcionais de 19 polegadas na dianteira e 20 na traseira.

Interior

Interior (8/10) Passando para o interior, rapidamente percebemos que não estamos num “Série 3 qualquer”. Num misto entre pele em tons de laranja e carbono, somos “abraçados” por umas bacquets (opcionais) em carbono que garantem uma posição de condução perfeita. O condutor tem dois botões no volante, M1 e M2, que “soltam” toda a emoção que um desportivo destes pode fornecer, mas já falamos disso mais à frente. Atrás, o M3 é, sem dúvida, um desportivo funcional e capaz de transportar dois passageiros adultos sem problemas de espaço. 

Ao nível de tecnologia é em tudo idêntico aos Série 3 “normais”, contudo, recebe um menu específico M e, inclusive, um analisador de Drift. Sim, leu bem, pode analisar parâmetros como duração, distância ou até mesmo ângulo da derrapagem. Sem esquecer que a BMW pontua o seu drift de 0 a 5 estrelas, uma clara demonstração de que a marca bávara conhece o tipo de cliente que procura este tipo de desportivos.

Equipamento

Equipamento (8/10) Ao nível de equipamento, o BMW M3 Competition tem um recheio satisfatório. Contudo, é extremamente fácil aumentar o preço a pagar com a inclusão de alguns dos opcionais que fazem parte da lista da BMW. A unidade em ensaio está equipada com verde metalizado “Isle of Man” (756€), revestimento em pele laranja Kyalami/preto (1992€), jantes de 19 e 20 polegadas (1943€), fecho automático da bagageira (423€), chave BMW com display (301€), vidros com proteção acústica (171€), pinças de travão BMW M em vermelho (301€), faróis BMW Individual Shadow Line (260€), bancos desportivos M em carbono (3195€), frisos em fibra de carbono (1057€), BMW Laserlight (1285€), Pack M Carbon Exterior (3960€) ou M Driver’s Package (2073€). Tudo isto ajuda a aumentar a fatura em dois dígitos para um total de 150 253€

Consumos

Consumos (7/10) No que diz respeito a consumos, a BMW anuncia uma média de 10,1 l/100 km. Durante o nosso ensaio percebemos que é um valor alcançável com alguma leveza no pé direito e em condições perfeitas. Contudo, se decidir apreciar as qualidades de um desportivo de tração traseira com mais de 500 cv pode esperar algo superior a 15 l/100 km.

Ao volante

Ao volante (10/10) Ao volante o BMW M3 Competition consegue garantir ao condutor uma boa versatilidade de utilização. Numa condução diária calma, com recurso ao modo de condução mais contido (Road), o M3 tem uma entrega de potência suave e uma afinação de suspensão não tão firme o que é bom, por exemplo, para ir levar os filhos à escola. Contudo, é quando utilizamos os botões vermelhos presentes no volante, configuráveis ao gosto do utilizador, que percebemos a verdadeira essência da berlina desportiva.

Num trajeto mais sinuoso temos uma grande eficácia e uma resposta pronta ao acelerador. Ao carregar no botão do lado direito, o M2, surge uma mensagem no ecrã central a perguntar se quer iniciar o analisador de Drift. Aqui vai poder configurar, por exemplo, a presença do controlo de tração em 10 níveis distintos para que possa fazer a traseira deslizar até ao um certo ponto em que se sente seguro, com a eletrónica a controlar possíveis falhas do condutor. Ou seja, o BMW M3 Competition ter argumentos para uma utilização diária, garante uma eficácia quase perfeita para utilizar em track days e uma condução divertida graças a uma traseira “atrevida”, mas fácil de lidar graças a uma preciosa ajuda da tecnologia.

Concorrentes

Alfa Romeo Giulia Quadrifoglio – Motor: V6 de 2.9 litros turbo; potência: 510 cv e 600 Nm de binário; tração: traseira; transmissão: automática de oito velocidades; aceleração dos 0 aos 100 km/h: 3,9 segundos; velocidade máxima: 307 km/h; preço base: 112 285€

Motor

Motor (9/10) O BMW M3 Competition está equipado com o motor seis cilindros em linha de 3.0 litros biturbo, denominado S58, que debita 510 cv e 650 Nm de binário. Com esta potência é possível, segundo a BMW, acelerar dos 0 aos 100 km/h em 3,9 segundos, enquanto a velocidade máxima é limitada a 250 km/h valor esse que sobe, com a inclusão do opcional M Driver’s Package, para os 290 km/h. Não foram necessários muitos quilómetros para perceber que este motor tem uma resposta pronta ao acelerador, principalmente quando o ponteiro ultrapassa as 3000 rpm. Este é um dos melhores motores da atual gama da BMW e, na nossa opinião, está no carro certo.

Balanço final

Balanço final (8/10) Em suma, é uma berlina desportiva que conjuga uma condução divertida e eficaz com o sentido prático semelhante a um Série 3 “normal”. Para além disso, é uma clara demonstração de que a tecnologia pode (e deve) ser utilizada arrancar sorrisos em segurança. Talvez um dos pontos menos positivos do BMW M3 Competition passe pelo preço a pagar pelos opcionais que, em alguns casos, deveriam fazer parte da lista de equipamento de série. O preço base situa-se nos 120 mil euros, mas facilmente sobe para valores bem mais elevados, como é o caso da unidade em ensaio que supera os 150 mil euros.

Ficha técnica

Motor                                                                            

Tipo: 6 cilindros em linha, gasolina, biturbo

Cilindrada (cm3): 2993

Diâmetro x Curso (mm): 84 x 90

Taxa de Compressão: 9,3 a 1

Potência máxima (CV/rpm): 510/6250

Binário máximo (Nm/rpm): 650/2750-5500

Tração: traseira

Transmissão: automática de 8 velocidades

Direção: Pinhão e cremalheira, assistida eletricamente

Suspensão (ft/tr): Suspensão adaptativa M

Travões (fr/tr): discos perfurados e ventilados / discos perfurados e ventilados

Prestações e consumos 

Aceleração 0-100 km/h (s): 3,9

Velocidade máxima (km/h): 250

Consumos misto (l/100 km): 10

Emissões CO2 (gr/km): 229

Dimensões e pesos 

Comprimento/Largura/Altura (mm): 4794/1903/1433

Distância entre eixos (mm): 2857

Largura de vias (fr/tr mm): 1617/1605

Peso (kg): 1805

Capacidade da bagageira (l): 480

Deposito de combustível (l): 59

Pneus (fr/tr): 275/35 R19 / 285/30 R20

Preço da versão ensaiada (Euros): 150253€
Preço da versão base (Euros): 120000€