Dacia Duster Go ECO-G Bi-Fuel 100 – Ensaio Teste

By on 31 Outubro, 2020

Dacia Duster Go ECO-G Bi-Fuel 100

Texto: Guilherme André

Edição limitada com preço racional

O Dacia Duster é um dos SUV mais racionais da atualidade. A Dacia conseguiu um bom equilíbrio entre preço/oferta e, para melhorar a situação, com um design que agrada ao público português. A unidade deste ensaio é uma edição limitada Go que garante detalhes exclusivos. Em adição, temos debaixo do capot uma motorização Bi-Fuel (gasolina e GPL), para quem procura uma alternativa aos motores puramente a gasolina.


Mais:

Relação preço/equipamento; edição limitada bem recheada; poupança com o GPL.

Menos:

Computador de bordo não permite saber consumos; performance.

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Motor
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

Exterior (7/10) No exterior, o Dacia Duster já provou que tem um visual apelativo e muito característico. As várias proteções em plástico que encontramos, por exemplo, nas cavas de roda, garantem um visual robusto e versátil. A isto acrescentamos a grelha ninho de abelha que se encontra entre a assinatura de luz LED, enquanto no tejadilho surgem barras em alumínio que reforçam o carácter aventureiro do SUV romeno. Nesta edição limitada Go, o Duster recebe espelhos em preto, a cor Azul Iron (opcional de 390€) e ainda gráficos específicos nos pilares das portas. A “cereja no topo do bolo” são as jantes de 17 polegadas.

Interior

Interior (7/10) Sendo uma proposta focada na racionalidade, não podemos esperar demasiado luxo no interior do Duster e, por isso, apresenta vários plásticos duros. Ainda assim, nem tudo é mau, bem pelo contrário. Nesta versão Go, apresenta bancos exclusivos em tecido com pormenores em azul. O condutor tem ainda um apoio de braço e um regulador da região lombar, o que ajuda a tornar as viagens ligeiramente mais confortáveis. Quanto ao espaço, é o suficiente para uma família, qualidade essa reforçada pelos 445 litros de bagageira disponíveis. Em suma, é um SUV capaz de aventuras ligeiras fora de estrada, mas ao mesmo tempo é uma solução fiável e racional para carro de utilização diária.

Como seria de esperar a tecnologia não é o seu forte, embora tenha vários equipamentos exclusivos graças à variante Go. Começando pelo centro do tablier, encontramos um ecrã que transmite as informações do sistema Media Nav Evolution que permite a conectividade ao smartphone através de Apple CarPlay e Android Auto. A isto acrescentamos, não uma, mas quatro câmaras de ajuda ao estacionamento que garantem uma visão 360º, um verdadeiro “luxo” tendo em conta o preço deste SUV!

Equipamento

Equipamento (7/10) No que diz respeito a equipamento, o Dacia Duster Go tem um recheio considerável tendo em conta o preço. Assim, podemos encontrar o já referido sistema de multimédia Media Nav Evolution com conectividade ao smartphone através de Apple CarPlay e Android Auto, mas também chave keyless de acesso e arranque. Destaque ainda para as quatro câmaras auxiliares de estacionamento que possibilitam uma visão 360 graus e ar condicionado automático.

Consumos

Consumos (7/10) Passando a consumos, o Dacia Duster Go ECO-G 100 combina gasolina com GPL. Em consumo combinado, a Dacia anuncia um consumo médio de 7,9 l/100 km de gasolina. Neste nosso ensaio, percebemos que em percursos exclusivamente com recurso a gasolina as médias rondam os 8,5 l/100 km, um valor ligeiramente superior ao anunciado. De referir que este valor foi calculado “à moda antiga” visto que não possui o medidor de consumos digital. Porém, o grande ponto alto desta proposta é o GPL, graças ao dinheiro que se poupa com a sua utilização. Isto porque o GPL tem um preço a rondar os 0,63€ por litro, ou seja, é aproximadamente metade do valor da gasolina, atualmente.

De referir que hoje em dia este sistema está muito mais desenvolvido e, felizmente, existem cada vez mais postos de abastecimento no país (perto de 400). Para realizar a troca entre combustível basta carregar num botão localizado do lado esquerdo do volante.

Ao volante

Ao volante (7/10) Na condução, o Dacia Duster já nos habituou a viagens confortáveis graças a uma afinação de suspensão suave. Para quem procura uma condução mais mexida, o Duster pode não ser a melhor escolha, mas é um bom compromisso para quem quer um carro para a cidade, mas ao mesmo tempo, com argumentos para aventuras de fim de semana. Apesar de ser a versão de tração dianteira (existe uma variante com tração 4×4), tem altura ao solo suficiente para se desviar do alcatrão e seguir por estradas secundárias à descoberta.

Concorrentes

Quanto a concorrentes, não há rivais movidos a GPL como o Duster, contudo, encontramos concorrentes no que diz respeito a “energias alternativas”:

SEAT Arona 1.0 TGI – Motor 1.0 litros a gasolina e gás natural, 90 cavalos; 3,8 l/100 km de consumo misto; preço começa nos 19 535€

 

Motor

Motor (6/10) Debaixo do capot encontramos o motor 1.0 TCe a gasolina e GPL que debita 100 cavalos e 170 Nm de binário. Este motor é contido e, com o carro carregado, um pouco esforçado, mas nada que “chateie”. Relativamente à passagem entre uma e outra alimentação, a transição não se nota, contudo, é percetível o menor fulgor do motor quando se anda a GPL. Este bloco surge associado a uma transmissão de cinco velocidades que, apesar do bom escalonamento, obriga-nos a subir muito a rotação em autoestrada e assim sentirmos a falta de uma sexta relação. 

Balanço final

Balanço Final (7/10) Se está a pensar comprar um SUV a pensar na família, mas sem gastar rios de dinheiro, o Dacia Duster é uma solução a ponderar. Nesta versão Go ganha equipamentos exclusivos e um recheio tecnológico considerável, principalmente quando nos recordamos que custa menos de 20 mil euros. Se procura um motor mais enérgico talvez esta versão Eco-G Bi-Fuel não seja uma boa opção, mas a possibilidade de poupar dinheiro com o GPL é sempre tentadora. Sem esquecer que oferece uma boa versatilidade de utilização quando o alcatrão acaba.

Ficha técnica

Motor Tipo: 3 cilindros em linha, injeção multiponto, turbo, gasolina e GPL; Cilindrada (cm3): 999; Diâmetro x Curso (mm): 72,2 x 81,3; Taxa de Compressão: n.d.; Potência máxima (CV/rpm): 100/5000; Binário máximo (Nm/rpm): 170/2000; Transmissão: manual de 5 velocidades; Direção: Pinhão e cremalheira assistida eletricamente; Suspensão (ft/tr): independente, tipo McPherson/eixo de torção; Travões (fr/tr): discos ventilados / tambores; Prestações e consumos Aceleração 0-100 km/h (s): 13,9; Velocidade máxima (km/h): 172; Consumos misto (l/100 km): 7,9; Emissões CO2 (gr/km): 144 gasolina/149 GPL; Dimensões e pesos Comprimento/Largura/Altura (mm): 4341/1804/1693; Distância entre eixos (mm): 2674; Largura de vias (fr/tr mm): 1563/1570; Peso (kg): 1327; Capacidade da bagageira (l): 445; Deposito de combustível (l): 50 (gasolina) – 34 (GPL); Pneus (fr/tr): 215/60 R17

Preço da versão ensaiada (Euros): 18590€
Preço da versão base (Euros): 18200€