ENSAIO: Fiat Tipo 1.6 Multijet II 120 CV

By on 3 Março, 2016

‘Tipo’… Este Fiat tem tudo!

O título pode ser forçado, mas é uma evidência: até um adolescente com dificuldades em exprimir um vocabulário mais erudito conseguiria render-se ao novo familiar da Fiat

151126_Fiat_Tipo_03

Ao início ainda desconfiámos se este novo Fiat Tipo seria mais bonito do que os concorrentes Citroën C-Elysée e Skoda Rapid. A frente é indiscutivelmente marcante, mas a traseira, com aquelas óticas em formato ‘boomerang’, não convenciam… Só que à medida que os olhares dos transeuntes ‘grudavam’ no novo familiar da marca italiana rapidamente percebemos que o nosso padrão estético é que estava errado!

Não sabemos se a atração magnética e o entusiasmo decorrente manifesta-se por ser novidade, ou antes pelos fãs da Fiat e do estilo italiano estarem há tanto tempo órfãos de uma oferta menos “emocional” (e acessível!) do que a gama 500. O último talvez tenha sido o Linea. Mas é indiscutível que o novo Tipo é um produto visualmente mais apelativo, com a vantagem de estar repleto de benefícios para quem viaja a bordo dele.

151126_Fiat_Tipo_21

O mais recente três volumes da Fiat mede 4,54 m de comprimento, 1,79 m de largura e 1,49 m de altura, sendo maior do que os rivais enumerados. Perde apenas para o Citroën na distância entre eixos de 2,64 metros (menos 16 mm do que a proposta francesa), e para o Skoda na bagageira (520 litros contra 550 litros). A gama começa nos 15 300€, o que desde logo explica parte do seu encanto. Mas na versão que ensaiámos, equipada com o motor Diesel 1.6 Multijet II de 120 cv, sobe para 21 300€. Apesar de não ter de ser forçosamente deselegante e tacanho, este novo elemento da gama assumidamente mais racional da Fiat quer acima de tudo dar a conhecer-se pela funcionalidade. Por isso importa saber o que se leva a mais por este valor: em primeiro lugar, umas bonitas jantes de 17”.

151126_Fiat_Tipo_12

Depois, espaço para cinco ocupantes. Terceiro, uma bagageira surpreendente, onde nada tem de ficar de fora. E quarto, um recheado leque de equipamentos, no qual não faltam as entradas USB e AUX, o cruise control e o volante com comandos (os referentes ao controlo do volume e sintonização do rádio inteligentemente colocados atrás dos dois ‘braços’). E igualmente a iluminação automática dos faróis, o controlo de tração, o Bluetooth e um sistema de infoentretenimento (com direito a ecrã de 5”) que conta com algumas ‘apps’ e funcionalidades como o reconhecimento por voz. Sem esquecer que pode equipá-lo opcionalmente com uma câmara traseira de estacionamento e um novo sistema de navegação com a chancela da TomTom. O Fiat Tipo é um produto honesto, que não pretende ser mais do que aquilo que é, mas que acaba por surpreender pelo facto de proporcionar tudo o que se quer num automóvel sem entrar em grandes despesismos: espaço, conforto e bons consumos.

151126_Fiat_Tipo_32

Os materiais são duros, mas assentam num tablier de desenho simples onde é notório o esforço efetuado na sua montagem. Está repleto de espaços de arrumação (à frente e atrás), e inclui um apoio de braços e suportes para copos. Dois adultos vão perfeitamente sentados nos lugares posteriores, e mesmo no lugar do meio não se viaja mal, devido à largura do banco e ao facto de o túnel central não ser intrusivo. O motor Diesel de 1.6 litros revela uma grande disponibilidade (o binário máximo de 320 Nm manifesta-se logo às 1750 rpm), e surpreende pelos consumos reduzidos. A caixa de seis velocidades é propositadamente longa para privilegiá-los, com as médias por nós registadas a variarem entre os 5,4 e os 5,9 litros.

Preço base 20 300€

Motor: 4 CIL, Diesel, inj. dir., common-rail, turbo, 1598 cm3
Potência: 120 cv
Binário: 320 NM / 1750 rpm
Transmissão: dianteira, manual de 6 vel.
Suspensão: Independente McPherson à frente, eixo de torção atrás
Travões: D/D
Peso: 1420 kg
Mala: 520 l
Vel. máx.: 199 km/h
Aceleração: 9,7s dos 0 aos 100 km/h
Consumo médio: 4,2 l/100 km
Emissões de C02: 110 g/km

Deixe um comentário

Please Login to comment