Ensaio: Nissan Micra IG-T Tekna 90 CV

By on 1 Junho, 2017

Texto: André Duarte

Consistência Quotidiana

É sempre agradável quando partimos para um modelo que nos surpreende de corpo e alma. O Micra revelou-se precisamente um desses casos. Saiba porquê…

Visual Atrativo

Com a quinta geração do Micra, a Nissan conseguiu aquilo que muitas vezes é o mais difícil – fazer um trabalho tão equilibrado e bem conseguido que quase parece fácil de obter. De todo, não é…

No exterior de imediato presenciamos um modelo que conjuga uma compacta harmonia com linhas definidas e esculpidas que lhe atribuem vigor e robustez visual, como um corpo trabalhado que faz sobressair as suas formas. Esteticamente a traseira ostenta um porte mais elevado e de detalhes ‘aguçados’, como os grupos óticos, numa carroçaria que progride para uma dianteira menos avolumada e mais afunilada, revestida de carácter  e com iluminação a cargo dos faróis LED diurnos. Uma imagem que apela e cativa ornada pelo discreto spoiler traseiro e pelas belas jantes em liga leve 17” ONYX.

Equipamento a Rigor

Ao abrirmos a porta, a ideia exterior acompanha-nos e continuamos a descobrir um exemplar que parece ter sempre algo mais para nos mostrar. O interior, que contempla várias opções de tonalidades, tem uma vivacidade que se coaduna com a imagem oriunda do exterior, fazendo-nos mergulhar num equilíbrio coerente. A impressão que de imediato transparece é a de que temos em mãos “mais por menos”, estando num modelo que ostenta a ideia de oferecer uma comodidade ao nível de carros de segmentos superiores.

Apesar de o habitáculo, principalmente nos bancos dianteiros, ser preenchido por um tablier algo ‘cheio’ e por isso não muito espaçoso, a ideia dilui-se no prazer que este nos dá. Ao ligarmos o veículo e ainda antes de iniciarmos a marcha, percebemos que a versão de topo, Tekna, traz de série equipamentos que nos permitem ter em mãos uma proposta com tudo aquilo que precisamos para encararmos o quotidiano.

A começar, podemos tranquilamente colocar a chave inteligente a repousar junto com a carteira ou telemóvel no espaço para arrumação existente na consola central, depois, em caso de necessidade, basta olharmos o ecrã táctil anti-reflexo de alta resolução de 7” na consola central para verificarmos o ambiente circundante através da câmara de Visão 360º, enquanto colocamos o destino no sistema de navegação 3D e criamos ambiente elegendo a nossa sonoridade, que nos chega através do sistema áudio BOSE Personal com dois altifalantes no encosto de cabeça do condutor. Iniciando viagem, o também de série Pack Segurança Plus, que inclui o sistema anti-colisão inteligente com deteção de peões; regulador automático das luzes de máximos; sistema inteligente de manutenção de faixa e indentificador de sinais de trânsito, guia-nos no capitulo da segurança para que nada lasque os nossos desígnios de seguir comodamente, sem preocupações. Para que nada falte, os bancos com detetor de fadiga e de ângulo motor e de objetos em

Coerência ‘Estradista’

Em condução os 90 cv oriundos do motor tricilíndrico turbo adequam-se à arquitetura do Micra, sendo suficientes para o quotidiano e mesmo se precisarmos de pontualmente ser mais vivos ao volante. Nota apenas para o poder de travagem que fica ligeiramente aquém em situações de maior urgência, com uma oferta mais robusta neste campo a ser bem vinda. Em estrada a suspensão acusa alguma rigidez se passarmos por pisos com perturbações fora das desejáveis, mas nada que penalize o desempenho do conjunto.

Quanto aos consumos, rondam os 6l/100 km numa condução dentro da legalidade e ponderada na forma como pisamos o pedal do acelerador. No fundo, o Nissan Micra representa uma proposta consistente e que sobressai por si, num exterior e interior adequados e equilibrados, que formam um todo atrativo e que possibilitam uma utilização diária a preceito, num modelo que transmite frescura e modernidade. No caso, a versão Tekna acrescenta ‘detalhes’ que servem para reforçar um produto já de si bem equipado e que tem na oferta tecnológica uma das suas grandes valias. No final, falamos de 18.200€ que se justificam e que em campanha se podem traduzir por 15.200€.

Mais: Imagem/Equipamento
Menos: Travagem

Ficha técnica

Motor 3 cil. Em linha, injeção direta, turbo, intercooler 898 cc
Potência 90 cv/5500 rpm
Binário 140 Nm/2250 rpm
Transmissão dianteira, caixa manual de 5 vel.
Suspensão tipo McPherson com molas helicoidais à frente e eixo de torção com molas helicoidais atrás
Travagem DV/Tambor
Peso 1076 kg
Mala 300l
Depósito 41l
Vel. Máx. 175 km/h
Aceleração 0 aos 100 km/h 12,1s
Consumo médio 4,6l/100 km
Consumo médio AutoSport 6l/100 km
Emissões CO2 104 g/km