ENSAIO: Nissan Pulsar 1.6 DIG-T 190 cv Tekna

By on 24 Fevereiro, 2016

Nada como um potente motor a gasolina para animar um compacto de espírito discreto. O 1.6 DIG-T de 190 cv faz maravilhas no Pulsar, sem consumos exagerados e sem comprometer as suas características familiares

122964_1_5

O desenho é marcadamente Nissan, de linhas fortes e vincadas, quase exuberantes. Comercializado apenas com uma carroçaria de cinco portas, o Pulsar é um turismo de 4,39 metros virado para a família, mas quando equipado com o motor 1.6 DIG-T de 190 cv a gasolina ganha um interesse redobrado. Tudo porque a resposta vigorosa deste bloco permite-nos sonhar um bocadinho assim que deixamos as crianças na escola. O compacto japonês não tem o apelo visualmente desportivo de alguns concorrentes do segmento em que se insere, como o Alfa Romeo Giulietta ou o Mazda 3, mas tem outros argumentos para convencer os clientes. São exemplo o conforto e o espaço para o seus ocupantes. É uma proposta racional, sem dúvida, mas que entrega tudo o que é preciso para quem procura um veículo capaz de transportar comodamente cinco pessoas, em particular nesta versão Tekna recheada de equipamento, e que inclui estofos em pele, bancos aquecidos, câmara com visão de 360º, sensores de estacionamento, ar condicionado bi-zona e volante revestido a couro com comandos. A estes juntam-se o rádio CD/MP3 com ligações USB e AUX, o Bluetooth, um sistema de navegação intuitivo, cruise control, o alerta de ângulo morto e de transposição involuntária da faixa de rodagem e as jantes de 18 polegadas. Este nível de equipamento com o motor já referido distingue-o ainda visualmente pelos grupos óticos escurecidos, a ponteira cromada do tubo de escape, as costuras brancas de alguns elementos interiores e o revestimento ‘carbon look’.

122993_1_5

Construído na fábrica da Nissan em Barcelona, Espanha, o motor 1.6 DIG-T de 190 cv torna-o no Pulsar mais potente à disposição dos clientes

IMUNE À CLAUSTROFOBIA
Apesar do elevado posicionamento de quem se encontra sentado ao volante, a condução é muito agradável pela forma como a suspensão filtra as irregularidades da estrada, a resposta direta da direção, a ausência de vibrações e a forma surpreendente de como o motor responde às nossas necessidades. A entrega de potência é muito linear, com o binário máximo de 240 Nm a manter-se constante entre as 1600 e as 5200 rpm, o que invariavelmente chama pelo piloto que existe dentro de nós e pelas brincadeiras constantes com o acelerador. Menos de oito segundos para atingir os 100 km/h provam como é capaz de fazer arranques num abrir e fechar de olhos, enquanto os 217 km/h de velocidade máxima asseguram muita margem de manobra para quem gosta de deslocações rápidas na autoestrada. Tinha tudo para gastar muito, mas o consumo acaba por nos dizer o contrário, apesar de a Nissan prometer uns otimistas 5,9 l/100 km/h. Nós ficamo-nos por 6,5 litros numa condução segura e 7,1 l/100 km ‘espremendo-o’ mais um pouco, positivo quando nos lembramos que debaixo do capot está um motor turbo a gasolina de 190 cv. O start&stop contribui para esta cruzada, tal como o bom escalonamento da caixa manual de seis velocidades. A distância entre eixos de 2,7 m explica muito do espaço interior do Nissan Pulsar. Sentados atrás garantimos que ninguém irá sofrer com claustrofobia, ao passo que a bagageira de 385 litros (1385 litros com os bancos rebatidos) está à altura das idas ao supermercado. O habitáculo é sólido e bem construído, apresentando uma mistura de materiais de qualidade e plásticos menos nobres, e esconde muito espaço para os ombros e para as pernas (69 cm) de quem viaja atrás. O ecrã de 5,8 polegadas que se encontra na consola central dá corpo a todas as funções multimédia do veículo, incluindo o Nissan Connect que permite o emparelhamento e integração com smartphones. O preço? 29 700€.

122962_1_5

Preço: a partir de 29 700€

Motor: 4 cil em linha; injeção de alta pressão sequencial, turbo, gasolina, intercooler, Cilindrada 1618 cm3
Potência: 190 cv/5600 rpm
Binário: 240 Nm/1600-5200 rpm
Transmissão: dianteira cx Manual 6 velocidades
Suspensão: independente McPherson, eixo de torção com molas atrás
Travagem: Discos
Peso: 1330 kg
Mala: 385-1385 l
Depósito: 46 l
Vel. Máxima: 217 km/h
Aceleração 0-100 km/h: 7,7s,
Consumo médio: 5,9 l/100 km
Consumo médio AutoSport: 6,5 l/100 km
Emissões CO2: 138 g/km