Ensaio: OPEL ASTRA SPORTS TOURER

By on 15 Maio, 2016

A gama Opel Astra, distinguida como Carro do Ano em Portugal e na Europa, apresentou a nova Sports Tourer, modelo que surge com uma nova arquitetura, mais espaço, menos peso e motores mais eficientes…

Opel-Astra-Sports-Tourer-299466

Está à venda a partir da próxima quinta-feira a nova carrinha Opel Astra Sports Tourer, um automóvel pertencente a um segmento altamente concorrencial em Portugal, como é o das carrinhas compactas. Este segmento vale 21% do mercado europeu, um valor que cresce bastante na Opel em Portugal, já que 2/3 das vendas da gama Astra ‘lusa’ são carrinhas, daí a importância desta nova geração da Astra Sports Tourer. Esta é a 10ª geração da carrinha da Opel, com uma ‘timeline’ que se iniciou com a primeira Opel Kadett A Caravan que remonta a 1963. Um marco! Quatro meses depois da apresentação da quinta geração do Astra, a Opel inicia a comercialização da versão carrinha do seu popular compacto disponibilizando, em Portugal, quatro motorizações, duas a gasolina e outras tantas Diesel. A primeira 1.0 turbo de 105 cv (que só chega a Portugal em junho), a 1.6 turbo de 160 cv, ambas a gasolina, e as diesel, o popular 1.6 CDTI de 110 cv, e também somente em junho, o 1.6 BiTurbo CDTI de 160 cv. Os preços começam nos 21.800 € para a motorização com o motor mais pequeno, o 1.0 turbo de 105 cv, já a mais barata da motorização ‘seguinte’, a 1.4 turbo de 150 cv custa 26.900 € e a versão diesel mais ‘baixa’, o 1.6 CDTI de 110 cv custa 25.850 €. Há também três novos níveis de equipamento, o Edition, Dynamic e Innovation, este último o mais completo.

Opel-Astra-Sports-Tourer-299482

LEVEZINHO
A Opel apostou numa nova arquitetura de baixo peso (aços ultrarresistentes), numa redução que pode chegar aos 190 kg comparativamente à versão anterior (depende de modelo para modelo), incluindo também um grande número de tecnologias e sistemas de assistência à condução que anteriormente não estavam disponíveis no segmento. Por exemplo, os faróis Intellilux de matriz de LED, o sistema Opel OnStar e a mais recente geração de info entretenimento Intellilink, que integra facilmente os smartphones do mercado. Em termos estéticos, a Astra Sports Tourer surge com uma silhueta mais refinada que a sua antecessora, mas sem nada de muito radical, sendo que as diferenças mais sensíveis são no habitáculo, especialmente na consola central. Aí destaca-se um imponente ecrã tátil de oito polegadas, que permite aceder a todo o info entretenimento. Outra novidade na Opel é a abertura do portão da bagageira com comando elétrico ou movimento de pé sob o para-
choques. Útil para quando se têm as mãos ocupadas. Já o tínhamos percebido no hatchback Astra, o sistema de faróis de matriz de LED Intellilux é fantástico, permite-lhe andar de máximos acesos sem nunca encadear os carros com que nos cruzamos em percursos fora da cidade. A câmara dianteira Opel Eye surge com mais funcionalidades e ajuda muito à segurança, que foi bem incrementada, por exemplo, com a correção ativa da direção, alerta de colisão eminente, que, garantimos, se faz ouvir ‘violentamente’ no carro, não havendo ninguém que fique indiferente ao aviso. Outro dos destaques é que sendo as dimensões do carro semelhantes ao modelo anterior, o habitáculo é agora mais espaçoso – os ocupantes dos lugares traseiros passam a ter mais 28 mm para as pernas, e um acréscimo de 26 mm na altura – bem como a bagageira que passa a ter 1630 litros, mais 80 que a geração anterior.

Opel-Astra-Sports-Tourer-299490

Voltando às motorizações, o novo topo de gama Diesel, o biturbo de 160 cv tem um consumo anunciado pela marca de apenas 4.1l/100 Km, ainda assim acima da versão 1.6 CDTI de 110 cv que consome apenas 3.4l/100 Km (a média do nosso ensaio ascende a 4.6l/100 Km, de qualquer das formas, um fabuloso consumo). De resto, fica por referir que na sua campanha de lançamento a Opel oferece até junho um upgrade de um nível de equipamento. Compra um oferecem-lhe o nível acima! A versão que ensaiámos foi a 1.6 CDTI de 110 cv, e nela pudémos comprovar muito do que a Opel anunciou. A posição de condução é boa, bem como a visibilidade. Toda a instrumentação está devidamente bem colocada. A habitabilidade é também ela boa. Atrás o aumento de espaço é perfeitamente notório e o mesmo nota-se na bagageira, bem ampla, e aqui há que destacar também o ‘Flex Organizer’. O conforto é bom, dentro do que usual na Opel. Em termos dinâmicos, o carro apresenta um bom comportamento em curva, mesmo em zonas sinuosas a estabilidade direcional é boa, e de iluminação nem se fala. É excelente poder guiar em locais muito escuros com trânsito em sentido contrário e ver as luzes a ‘ajustarem-se’ às necessidades. Em termos de performances esta versão é equilibrada. O motor não é um portento, mas o carro é leve e isso nota-se. Em termos globais esta Astra Sports Tourer parece-nos um carro muito equilibrado, bem capaz de fazer furor no segmento em que se insere e de continuar a contribuir para as vendas Opel.

Preço base: 25 850€

Motor: 4 cil., 16 v., common-rail biturbo, 1969 cm3
Potência: 110 cv/3500 rpm
Binário 300 N.m./1750-2000 rpm
Transmissão dianteira: Dian., cx. manual de 6 vel.
Suspensão: McPherson à frente e eixo de torção ‘watt’ atrás
Travagem: DV/D
Peso: 1403 kg
Mala: 1630 l
Depósito: 48 l
Vel. Max.: 195 km/h
Aceleração o aos 100 km: 11.4s
Consumo médio: 3.6 l/100 km
Consumo médio AutoSport: 4.6 l
Emissões CO2: 95 g/km