Ensaio: Peugeot 3008 Allure 1.6 BlueHDI EAT6

By on 11 Março, 2017

O segmento SUV C é dos mais em voga e apetecíveis da atualidade. A Peugeot quer estar na linha da frente e por isso dotou o seu novo 3008 de argumentos para o conseguir. Uma aposta na modernidade que traz um arrojo e frescura de imagens para desfrutar, sorrir e pedir mais.

2

Contemporaneidade futurista

Estilo moderno, revestido de um design compacto e robusto, numa carroçaria que não deixa indiferente o olhar. Traços garantidos pela frente verticalizada, pelo capot longo e horizontal, pela cintura elevada e as proteções na parte inferior do para-choques, cavas das rodas, base das portas, jantes de 18 polegadas e barras de tejadilho perfiladas. As óticas em forma de garra transmitem carácter e personalidade ao conjunto.

5

O habitáculo, futurista, tem os comandos e funcionalidades direcionados para o condutor, com tudo à mão. Dos manómetros digitais, com uma gama completa de informações – navegação; ajudas à condução; parâmetros do motor; computador de bordo; dados dinâmicos – que nos são disponibilizadas através de um painel de 12,3 polegadas e cinco modos de apresentação, ao volante compacto com patilhas, temos, no fundo, o i-Cockpit da marca no seu melhor. Transmitindo um estilo de nave espacial… especial. Na consola central encontramos um ecrã touchscreen de 8” que surge como um tablet e nos permite controlar todas as funcionalidades ao nosso dispor. Por debaixo, a atribuir moderna elegância, surgem dispostos seis botões em piano, denominados toggle switches, que nos direcionam rapidamente para funções como configurações do veículo, telefone e aplicações móveis. A oferta é tão variada que, se não nos informamos previamente, podemos chegar a despender largos minutos a viajar no mundo de funcionalidades e opções que este 3008 tem à disposição. Os chamados, bons problemas.

PEUGEOT3008_TestDrives_201610_42

Olhar Multifacetado

Devidamente embebidos no mundo deste novo Peugeot 3008, importa perceber o que ele tem para oferecer em ação. Em condução é um carro que se percebe desde o primeiro momento e que nos confirma a ideia indicada pelo exterior, de uma imponência compacta, também ao volante. É interessante verificar que há maior gozo numa condução tranquila, como um felino que se passeia ao sol tórrido, após uma refeição, calmo, sereno, pacato. O 3008 dá-nos esse prazer.

A genética da versão ensaiada, Allure, equipada com motor 1.6 BlueHDI de 120 cv e associada a uma caixa automática de 6 velocidades para tal contribui. O carro desenvolve com cautelas no modo Normal, sem exuberância, e entusiasma com maior fervor no modo Sport; o registo torna-se de imediato mais brusco e pronto, ao jeito desportivo, com um barulho a transmitir um certo aspirar que adensa a ideia de velocidade. Uma personalidade que dá prazer explorar e que, quando utilizadas as patilhas de volante, a melhor opção para quem queira tomar maior domínio deste leão, se torna ainda mais agradável, com as passagens de caixas a serem precisas e a permitirem brincar-se com um modelo que passeia: 4447 mm de comprimento, mais 80 mm que o antecessor; 1841 mm de largura; e 1624 m de altura (incluindo as barras do tejadilho). Proporções que garantem espaço interior, para pequenas ou grandes viagens.

PEUGEOT3008_TestDrives_201610_41

Este SUV transmite confiança e permite a incursão em pisos fora de estrada, mostrando conforto na incursão a trajetos em que os buracos dão sinais de si. Apesar do balancear provocado pelas pancadas na transposição de buracos, este não incomoda o corpo. A suspensão é garante de boa estabilidade, ainda que a velocidades mais elevadas se sinta a deslocação de massas em curvas mais pronunciadas. Para quem procura algum tipo de aventura que vá além dos percursos estradistas, há cinco modos à disposição – lama, neve, areia, ESP desligado e condução em estrada.

PEUGEOT3008_TestDrives_201610_46

O carro satisfaz as exigências do quotidiano e os consumos alinham pelo mesmo diapasão, conseguindo-se registos de 5,6 l/100 km. No nível de equipamento desta versão Allure destacam-se: ajuda ao estacionamento traseiro; Pack iluminação ambiente; retrovisores exteriores rebatíveis eletricamente e iluminação de acolhimento LED, com indexação de marcha-atrás; regulação lombar do banco do condutor; banco do passageiro rebatível formando uma mesa; e Connect Nav3.

No seu todo há um laivo de TT de cariz citadino. Um SUV compacto de características a indiciarem o fora de estrada, mas com detalhes de modernidade ao jeito de um passeio por uma bela metrópole. A mais valia, poderá agradar no mínimo… a muitos. Aliás, já o fez, vencendo o importante troféu Carro do Ano 2017, precisamente com esta versão, 3008 Allure 1.6 BlueHDI EAT6.

Mais: Design interior e exterior;
Menos: Deslocamento de massas em curva;

Ficha técnica

Motor 4 cil. Em linha, diesel, injeção direta, turbo de geometria variável 1560 cc
Potência 120 cv/3500 rpm
Binário 300 Nm/1750 rpm
Transmissão dianteira, caixa auto de 6 vel.
Suspensão tipo McPherson com molas helicoidais à frente e eixo de torção atrás
Travagem DV/D
Peso 1315 kg
Mala 520l
Depósito 53l
Vel. Máx. 185 km/h
Aceleração 0 aos 100 km/h 11,6s
Consumo médio 4,2 l/100 km
Consumo médio AutoSport 5,6 l/100 km
Emissões CO2 108 g/km

Deixe um comentário

Please Login to comment