Kia Picanto 1.0 T-GDI X-Line – Ensaio Teste

By on 12 Junho, 2018

Kia Picanto 1.0 T-GDI X-Line

Texto: Francisco Mendes ([email protected])

Vitamina Picanto

O Picanto 1.0 T-GDI X-Line, é uma versão verdadeiramente disposta a transportar-nos para a aventura, num modelo inspirado nos SUV da marca, mas ao jeito de um citadino capaz de revelar toda a sua ‘vitamina’ assim que lhe carregamos nos acelerador.

Conheça todas as versões e motorizações AQUI.


Mais:

Comportamento /Motor

 

 

 

Menos:

Falta de apoio nos bancos dianteiros

Exterior
Interior
Equipamento
Consumos
Ao volante
Concorrentes
Balanço final
Ficha técnica

Exterior

Num primeiro olhar percebemos que este Picanto 1.0 T-GDI X-Line conta com uma altura ao solo de 156mm – mais 15mm do que nos restantes membros da família. Luzes diurnas dianteiras e os faroiins traseiros de LED. Os pára-choques revelam-se mais robustos, dispõem de protecções inferiores de carroçaria à frente e atrás. Os acabamentos em verde ou prateados da grelha e da moldura dos faróis de nevoeiro, alargamentos dos guarda-lamas em preto, difusor metálico que alberga uma saída dupla de escape. e jantes de 16”.

Interior

Ao entrar no habitáculo deste Kia Picanto percebemos como vão longe os tempos em que tínhamos de nos levar por alguma dose de locura para estar aos comandos de alguns citadinos. Agora  tudo é diferente e aos comandos deste Picanto percebemos claramente que a diversão está prestes a começar, mas com o rigor e o bom senso que a marca sul coreana coloca nos seus modelos.

Apesar de contarmos com um elevado número de plásticos duros, a montagem é rigorosa e podemos contar com ar condicionado, computador de bordo, faróis automáticos, volante forrado a pele, um sistema de infotainment com ecrã de 7″ com ligações Apple CarPlay e Android Auto e a câmara e os sensores de estacionamento traseiros e  carregador de telemóvel sem fios, para além de pedais em alumínio.

Atrás do volante percebemos que este Kia Picanto é confortável, tem assentos com um bom apoio lomba. O volante apresenta um formato mais desportivo que nos proporciona um maior prazer de estar aos comandos deste pequeno grande automóvel.

Se nos bancos da frente viajamos de forma confortável, o mesmo se aplica aos bancos traseiros onde dois passageiros usufruem de espaço suficiente para uma viajem sem percalços ou apertos.

Já a bagageira, conta com 255 litros de capacidade, suficiente para as necessidades dos apreciadores destes citadinos.

Equipamento

Em matéria de equipamento este pequeno mas grande Picanto vem bem dotado e conta com, ABS – Anti lock Brake System; Air bag de condutor e passageiro com função desactivação; Air bags laterais e de cortina; ESP – controlo de estabilidade; Isofix; Ar condicionado manual; Computador de bordo;  Rádio com leitor MP3 e comandos no volante; Vidros eléctricos à frente / atrás; Sensor de Luz;  Volante e alavanca de velocidades em pele; Pedais em Alumínio;  Farois em halogéneo / com projectores bi-funcionais;  Luzes diurnas em LED; Jantes de liga leve 16″;  Espelhos retrovisores retrateis c/ regulação eléctrica;  Cruise-control adaptativo; Assistente de manutenção na faixa de rodagem.

Para além disso pode ainda contar como extras com Pack Navigation (Sistema de Navegação + Bluetooth c/ rec. Voz + Camara traseira estacionamento) e AEB (Travagem Autónoma de Emergência).

Consumos

Em matéria de consumo bem se pode dizer que para nos divertimos com o Picanto não precisamos de gastar muito dinheiro. Os consumos anunciados são de em Cidade 6,2, enquanto em Estrada é de 4,0 e o Misto de 4,8 l/100 km. O certo é que no nosso teste conseguimos um consumo médio de 5,6.

Ao volante

O motor que equipa este Kia Picanto X-Line 1.0 T-GDi conta com 100cv, que lhe dão uma vitamina extra, num automóvel que passa ligeiramente a barreira dos 1000kg. Contando com uma caixa manual de cinco velocidades, precisa e de engrenamento suave, este motor mostra que é vivo e proporciona uma desenvoltura sem igual no trânsito urbano.

Na prática este Picanto mostra-se bastante agradável de conduzir, com uma direcção suave e uma suspensão foi “subida” 15mm, de forma a dar o tal cariz mais crossover, o que torna este X-Line num ‘Micro-Crossover Desportivo’, seja em auto-estrada ou em estradas mais sinuosas onde tiramos grande partido da sua divertida condução.

Concorrentes

Citroen C1 1.0 VTi 72 CVM

(Conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Suzuki Swift 1.0T

(Veja o ensaio AQUI e conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Toyota Aygo x-play plus

(Conheça todas as versões e motorizações AQUI)

 

Balanço final

O Picanto 1.0 T-GDI X-Line é verdadeiramente um citadino de puro-sangue onde o motor nos permite colorir um pouco mais a condução do dia-a-dia. É uma opção valida a ter em conta para quem procura um automóvel deste género com um caráter próprio e exclusivo e desejoso de transmiti as emoções mais puras ao estilo de vida de cada condutor.

Ficha técnica

Motor – 3 cilindros em linha turbo

Cilindrada –  998 cm3

Potência máxima (cv/rpm) – 100/4500

Binário máximo (Nm/rpm) –  172 Nm entre as 1500 e as 4000 rpm

Transmissão – Dianteira

CX Vel – Manual de 5 velocidades

Suspensão (fr/tr) –McPherson /  / eixo de torção

Travões (fr/tr) – Discos ventilados / Discos

Peso (kg) – 1020

Mala – 255 litros

Deposito – 35 L

Vel. Máx – 180 Km/H

Aceleração – 10,1s (0-100 km/h)

Consumo – Médio 4,5 l/100 km, AutoSport 5,6 l/100 km

Emissões – 105 g/km CO2

Preço da versão ensaiada (Euros): 15680€
Preço da versão base (Euros): 15680€

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!